Uncategorized

Bolhas

Eu sempre tive dificuldade com este conceito de bolhas. Hoje à tarde, eu e o Diogo ficamos um bom tempo discutindo isto. Tudo porque o Diogo acha que tem bolha no mercado imobiliário e eu não acho.

De qualquer forma, este texto do IPEA veio a calhar. Nele, Mendonça e Sachsida definem bolha (ou melhor, dão definições alternativas de bolhas). Até a economia austríaca entrou no meio, e com econometria, ao contrário do que panfletários austríacos gostariam (em contraposição a estudiosos austríacos, que não têm problemas com métodos econométricos).

Pretendo dar uma lida nele para, depois, voltar a pensar no tema. Quem sabe não consigo irritar o Diogo?

Uncategorized

Nobel

O Alexandre já falou.

Eu vou dar meus palpites:

a) (sempre falo dele) William J. Baumol, por suas contribuições ao nosso entendimento de estruturas de mercado (mercado contestáveis) e suas teorias recentes modelando o empresário no contexto microeconômico.

b) David Hendry e associados da LSE (não vai ganhar, ano passado já deu econometria) pelo conceito de cointegração e pela revolução que causou na Teoria Econômica (e na Econometria, né?).

c) (vou me lembrar e coloco aqui mais tarde).

UPDATE: (c) Alberto Alesina, Guido Tabellini e Alex Cukierman – por avançar nosso conhecimento da economia política e…

d) John Taylor – meu palpite recorrente nos últimos anos, junto a Baumol. John Taylor por conta do sistema de metas.

Pronto. Atualizado.

Uncategorized

Quer falar de economia austríaca? Leia Peter Boettke!

Nunca trazem ele aqui para o Brasil, sabe-se lá o porquê. O cara é gente boa, ótimo professor, inspirador para muitos alunos, excelente editor (quando ficou na Review of Austrian Economics, eu até tive vontade de assinar :)), além de fazer parte do grupo de economistas da George Mason University.

Quer saber um pouco sobre Peter Boettke? Dê uma olhada no texto e nos links que ele disponibilizou.

Já passou da hora dos libertários começarem a arrecadar dinheiro para trazer o prof. Boettke para o Brasil.

Uncategorized

Para quem acha que o poder do dinheiro é mais importante

Aqueles jovens que jogam lixo no chão, furam fila e pedem privilégios porque seus pais são ricos certamente acharão esta notícia macabra ótima.

Aqueles que não concordam com isto, que acham que há problemas com as instituições no Brasil e que não deveriam existir privilégios podem reclamar e xingar, mas no ritmo das instituições brasileiras, ainda veremos muitas injustiças.

Quer mudar isto? Não será pela criação de privilégios, sob que discurso for: esquerda ou direita.