Uncategorized

Não é o individualismo, é o coletivismo o culpado

As evidências de que raízes culturais coletivistas levam a maiores níveis de corrupção já foram levantadas aqui e, agora, mais um artigo trata do mesmo tema (e chega a conclusões similares). A diferença de métodos entre os dois artigos só me reforça a suspeita de que a ligação é, realmente, importante: valores coletivistas facilitam a corrupção.

Claro que os corruptos e amantes das práticas corruptas dirão que “isto são apenas números”, mas o que você esperava deles?

Anúncios

4 comentários em “Não é o individualismo, é o coletivismo o culpado

      1. Refiro-me à importância econômica da variável. Como cultura no caso é um índice composto e as estatísticas descritivas não são apresentadas, fica difícil para o leitor julgar a relevância do coeficiente (uma mudança de 10% na “obediência” é plausível na amostra, por exemplo). Assim, para argumentar que cultura é mais importante o foco teria de ter sido na magnitude e não na significância estatística, ainda mais porque em geral estes testes têm pouco poder em hipóses alternativas relevantes, então a aparição do “asterisco” de significância é igual a uma roleta russa. Abraços.

      2. Ah, ok. Como em McCloskey. Certo, esta é uma boa crítica. Entretanto, este é um dever que fica para a próxima. Há ainda que se ter, por exemplo, um modelo teórico mais robusto sobre o tema.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s