Uncategorized

IS-MP

Não conheço o autor deste artigo, mas acho, em primeiro lugar, bacana ele ter tentado testar a validade do modelo IS-MP para o Brasil. Também acho exemplar o apêndice de dados para outros pesquisadores. Gostei da análise dinâmica, embora ache que o texto ficou ruim com a mesma ao final porque..já chego lá.

O que não gostei? O autor, inicialmente, força ambas as curvas, teoricamente, a terem inclinação negativa porque…o resultado empírico é este. Ele não discute os dois casos possíveis (IS menos inclinada que MP e vice-versa), mas apenas o que lhe é conveniente e faz isso sem explicar…até a análise dinâmica que só aparece depois, no texto. Eu faria a análise genérica antes, para mostrar ao leitor que, embora exótico, existe um caso plausível de equiíbrio com ambas as curvas negativamente inclinadas.

Ok, este não é o que me incomoda tanto no artigo. É uma questão de rearrumar o texto.

O que realmente me desagradou foi que a teoria na qual o autor se baseia não prevê o caso da MP negativamente inclinada e o autor não parece ter gasto muito tempo para explicar o porquê disto acontecer em seu modelo.

É certo que a dinâmica do modelo permite ambos os casos (e, por sorte, ele parece ter encontrado, não sem algumas controvérsias econométricas, os valores absolutos dos coeficientes que lhe dão estabilidade do equilíbrio, mesmo com ambas as curvas negativamente inclinadas), mas as explicações que ele dá (não somam um parágrafo) não são muito convincentes (e.g. a curva teria uma inclinação negativa e isto seria normativamente bom porque…”para um país em desenvolvimento como o Brasil, já que esses países, mesmo tendo uma aversão à inflação, dependem do crescimento do produto para aumentar a riqueza per capita“, p.157).

Assim, saúdo o autor pelo trabalho, mas confesso que esperava uma explicação melhor para a MP negativamente inclinada. De qualquer forma, o artigo é um convite aos novos econometristas aplicados: que tal estudar o modelo de Romer para o Brasil?

Uncategorized

O lado bolivariano dos EUA

Talvez você ache errado ouvir música com fone de ouvido e dançar em frente a estátua de um mané como, digamos, o Lula. Mas a polícia tem o direito de tratá-lo como nunca trataram um político corrupto? Algumas pessoas acham que não, lá nos EUA, claro. Fizeram, então, um novo protesto cujo vídeo se encontra aqui.

p.s. nenhum dos protestantes recebeu “bolsa-ditadura” para permanecerem calados.