Uncategorized

O que acontece quando dois gigantes da economia se juntam?

Um maravilhoso texto didático e, para a época, extremamente inovador e importante. Refiro-me ao “O insucesso do Plano Cruzado: a evidência empírica da inflação 100% inercial para o Brasil”, publicado no Plano Cruzado: Inércia x Inépcia, lá pelos idos dos anos 80, pela Editora Globo.

O livro deve estar esgotado, mas o texto, para quem começa o estudo de modelos ARIMA, é genial. Graças, claro, ao Fernando Holanda Barbosa e ao Pedro L. Valls Pereira.

Se eu fosse você, leitor, compraria este livro em um sebo (como eu o fiz) ou tentaria arrumar uma cópia do capítulo.

UPDATE: Graças à visita inesperada do prof. Valls Pereira, tenho que esclarecer: a modelagem do artigo, inicialmente, é ARIMA porque se busca entender o problema da inflação inercial. Depois, como disse o professor, vem a parte da estimação e, nela, são utilizados modelos de parâmetros variáveis.

UPDATE2: Ei, quantas vezes um Pedro Valls vai a um blog? Talvez eu deva usar um passeio aleatório, mas que é muita honra, é.

Uncategorized

Parabéns, economistas!

Vou copiar na íntegra:

O Novo Dia do Economista – 9 de Março

Entra ano, sai ano, a mesma coisa acontece: eu esqueço a comemoração do dia economista. Não do economista com carteirinha do corecon, mas do economista de verdade. Aí vai o post de 2004:

O Novo Dia do Economista

No blog economiaeverywhere, chegamos à conclusão que comemorar o dia do economista em 13 de Agosto não está muito de acordo com a nossa profissão. Afinal, essa foi apenas a data que a profissão foi regulamentada no Brasil.

Surgiu, então, a idéia de uma outra data: 9 de Março. Foi nesse dia, em 1776, que saiu a primeira edição da Riqueza das Nações do Adam Smith.

Eu não sei vocês, mas, a partir de agora, eu vou comemorar a data em março. O cardápio do jantar de comemoração será fruto do interesse próprio e não da benevolência: sanduíches de pernil e cerveja na hora do jantar

Portanto, pessoal, e como me lembrou o Guilhermão hoje, hoje é o verdadeiro dia do economista. Parabéns a todos!

Uncategorized

A desonestidade fiscal

Quem é desonesto com o dinheiro público: (a) aquele que não declara IR, (b) aquele que mascara as contas fiscais, ou (c) ambos.

Se você respondeu (c), então me responda: qual a punição para cada um deles? Quem vai se ver com o juiz?

Após esta pergunta, responda: isto acontece a partir de quando, no Brasil?

Depois: por que a sociedade não faz nada? É tanto rabo preso assim ou é só um comportamento selvagem, primitivo, pré-civilizatório? Ou há algum protesto com efeito prático (não apenas uma “tuitada” nervosa)? Se há, onde está(estão)?

p.s. ao contrário de certos exames públicos nos quais as respostas são ideológicas, você pode responder como quiser. Não há gabarito.