Uncategorized

Avanços teóricos?

Johansen & Juselius, clássicas referências em econometria, têm-se associado a Roman Frydman em uma nova abordagem de expectativas. Confira aqui os artigos de Frydman.

Será que isso nos levará a um novo arcabouço teórico para a macroeconomia? Não sei, mas vale a leitura para conhecer um pouco mais do tema, não? Eis algumas dicas de leitura: aqui, aqui e aqui.

Depois da criação do conceito de irracionalidade racional (Caplan), este talvez seja a segunda vez que discussões sobre preferências conseguem tomar minha atenção.

 

Anúncios
Uncategorized

Segunda-feira tem Nepom

O Nepom tem mais uma apresentação nesta segunda-feira, às 19:00 h, no Ibmec. Será a primeira apresentação na nova sede. Se você não sabe, agora estamos na rua Rio Grande do Norte, 300. Não ficamos muito longe da sede antiga.

A sala na qual ocorrerá a apresentação estará indicada (por algum motivo estranho, eu mesmo não recebi a mensagem enviada a toda a mala direta interna e externa para divulgação, por isso não sei em que sala estaremos).

Creio que é a última ou penúltima reunião pública do Nepom neste ano.

Uncategorized

O cio do paper

O cio do paper

Replicar o paper
Reestimar tudo que tem no paper
Tomar cuidado com a estimação
Isso dá um trabalhão

Estacionarizar as séries
Analisar todos correlogramas
Filtrar das séries o ruído branco
Fazer a previsão…

Calcular o ótimo
Conhecer suas restrições
Arrancar dos dados as suas soluções
E checar as condições.

Baseado nisto. Se fizer sucesso, vai para minha página de paródias.

Uncategorized

Acumulação e desenvolvimento econômico

Ok, muita gente, em história econômica, gosta de falar da relação entre estas duas variáveis. Não é nenhuma novidade, certo? Mas é legal quando você vê alguém que se pergunta se a teoria tem respaldo nos dados. Eis aqui um exemplo:

Intergenerational Wealth Accumulation and Dispersion in theOttoman Empire: Observations from Eighteenth-Century Kastamonu

This article studies the accumulation and intergenerational transmission ofwealth in early-modern Ottoman Anatolia by employing data from probate estateinventories (terekes) as found in the court records (sicils) of eighteenth-centuryKastamonu, a town located in northern Anatolia. Extracting information on thewealth levels and personal characteristics of father-son pairs in the period between1710 and 1806, we conduct regression analysis of factors determining the wealthof sons. In this first attempt to simultaneously analyze the estate inventories of parentsand children in the Ottoman Empire, we also compare our results with thoseobtained for regions that were growing rapidly in this era and discuss the implicationsof our findings for the prospects of capital accumulation in the Ottomancontext. Our results show that wealth holding was more equal in Kastamonu thanin Britain in the eighteenth century. This was caused in part by the significantlylower transmission of wealth from fathers to sons. Although there was a significantcorrelation between the wealth-levels of fathers and sons in Kastamonu, thisrelationship was weaker there than what has been observed for eighteenth-centuryBritain. Regression to themean among the sons was more rapid in Kastamonu. Finally,in at least one Ottoman context, our calculations cast doubt on the argumentthat Islamic inheritance practices led to excessive levels of wealth fragmentation.

Os nomes dos autores não colaram aqui, mas você pode conferi-los no link acima.