Uncategorized

Liberdade na Estrada

O Bruno é muito gentil comigo: não sei se precisamos de mais Shikidas. Precisamos de mais gente questionadora que não se deixe levar pelo pensamento mesquinho, que deseja sempre passar a conta de seus atos aos que nada têm a ver com o pato.

Liberdade na Estrada foi um evento importante. Ele aparou algumas arestas, mostrou caminhos (veja o artigo do Diogo, logo antes ao do Bruno, lá no Ordem Livre) e também serviu como um sinal claro de que não existe tal coisa como unanimidade de pensamento. É verdade que, como disse o Bruno, boa parte dos não-liberais continua com argumentos muito panfletários e pouco consistentes. Não que liberais não façam isso (o leitor deste blog sabe que não sou perfeito e também que muitos liberais não o são), mas o outro lado parece chafurdar em certo vômito dialético-gramsciano.

Liberdade é a palavra do dia. Bruno foi meio radical em algumas frases, mas acho que 98% do que ele disse eu repetiria.

Anúncios
Uncategorized

Plágio, trabalho em equipe…e os incentivos

Eis um caso complicado – e delicado para alguns que se preocupam com o cargo de um sujeito em qualquer instituição – plágio envolvendo vários autores.

Muitos se pautam pelo argumento de que “as universidades privadas deveriam seguir o modelo das federais”. Como se as últimas fossem exemplos de lisura e honesto trato com o dinheiro público.

Bem, novidades: desde sempre não é assim e se o setor privado quer um bom exemplo, ele não existe. Você constrói sua instituição, seja ela pública ou privada. Mais ainda: o problema está nos incentivos e, infelizmente, os mesmos não são os melhores no setor público. Obviamente, sabendo disto, alguns grupos de interesse tentam se mover para que os incentivos sejam direcionados para a manutenção da mediocridade enquanto outros fazem o contrário. Conclusão: não é porque é um grupo de interesse que sempre devemos condenar suas ações. Adicionalmente: quem busca muito exemplo alheio deveria olhar mais para si mesmo e fazer o tradicional auto-questionamento…