Uncategorized

Varrer ou não varrer…

Então uma escola paulista, aparentemente, obriga a garotada a varrer a sala de aula. Bem, quem cria as regras da escola é…a escola. Ocorre que não existe uma regra (a escola é pública) sobre isto, creio, em São Paulo.

Agora, embora eu me sinta solidário com os alunos, há um outro lado (lá vou eu com o papo “solidário-do-outro-mundo-é-possível-mesmo-que-usemos-tratores-sobre-laranjais-dos-outros”), bonito, solidário e bacana que é o aluno varrer a sujeira que faz.

Seria bom se fosse voluntário, eu sei. Creio que algo assim é difícil de surgir da boa vontade das pessoas. A culpa não é da TV ou do jogo eletrônico. A culpa é dos pais que não ensinam a garotada que sujar e não limpar os iguala a animais selvagens (ou animais domesticados metidos à besta).

É aquela coisa: incentivos funcionam. Mas se todo mundo só é movido por incentivos o tempo todo, então o caráter desta médio desta sociedade é temeroso. Isso é péssimo se você deseja uma sociedade na qual trocas voluntárias gerem bem-estar social mais do que trocas feitas na marra – consentidas (governo) ou não (crime).

No final das contas, o bacana seria o menino pegar a vassoura e dizer: “não preciso que me ensinem a limpar minha sujeira. Eu sei disso e, se o trabalho da faxineira deixa a desejar, vamos varrer novamente. Mas farei isto porque acredito neste valor, não porque há um incentivo”.

Incentivo é sempre útil, mas há um ponto ótimo no seu uso, não?

2 comentários em “Varrer ou não varrer…

Deixe uma resposta para Claudio Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s