Uncategorized

Músicas e pirataria

O pessoal deste blog discute a questão do download de músicas, digamos, de forma ilegal. O que faltou na discussão? Para um leigo, quase nada. Mas para um leigo que já tenha lido um pouco sobre economia, dá a impressão de que, em economia, tudo se resolve com “quem ganha a polêmica”.

Na verdade, não é tão simples assim. A polêmica, no caso da Ciência Econômica, pode ser resolvida com a aplicação dos conceitos econômicos de forma empírica. A retórica, como sabemos, também cumpre um papel importante (e os autores do blog escrevem bem, diga-se de passagem).

Talvez a pergunta tenha a ver com a função de produção de um artista. Em seu empenho de se promover, o download gratuito é um complementou ou um substituto de seus meios de se promover? Melhor ainda, até que ponto os meios tradicionais de promoção e o download se relacionam positiva ou negativamente?

A polêmica que os autores trazem à nossa atenção certamente tem a ver com a mudança tecnológica que lhes permite ter um blog junto ao seu livro.

Uncategorized

Dar notas excessivamente boas aos alunos os deixa mais frustrados?

Implications of grade inflation: knowledge illusion and economic inefficiency in the knowledge market
Tin-chun Lin (Indiana University – Northwest)

Abstract

In this paper, we adopt the neoclassical model of consumer choice and view students as a utility maximizer to investigate two implied issues caused by grade inflation – knowledge illusion and economic inefficiency in the knowledge market. These issues are important because they negatively impact the quality of higher education and weaken the signaling role of educational credentials in screening workers. More importantly, students eventually suffer a loss in well-being in the knowledge market and become less productive and competitive in the labor market.

Como se vê, a resposta é positiva. A recomendação de política é simples e clara: professores devem evitar a aplicação de testes óbvios, trabalhos que geram pontos facilmente, etc. Alunos, como todos os seres humanos que sobrevivem no processo evolutivo, gostam de desafios.

Uncategorized

Hans Brems

Hans Brems, grande economista, morreu em 16 de setembro de 2000. Por conta do João R. Faria, eu o conheci (em livros e artigos) e, acredite, foi uma grande influência para mim. Seu livro de história do pensamento econômico é uma das melhores peças do gênero. Inigualável como um livro de microeconomia de Simonsen perante os demais.