Uncategorized

Economia dos quarenta anos

O que se aprende com quarenta anos de idade, quase todos em sala de aula e quase metade deles lecionando?

1. Aluno nunca quer seguir regras, seja ele bom de prova ou não.

2. Amizades entre alunos e professores são comuns. Verdadeiras amizades são raras. Como tudo na vida.

3. O ensino secundário (médio e básico) no Brasil não é ruim: é muito ruim. E nosso governo não gosta de ser lembrado disto.

4. Brasileiro só é liberal se alguém lhe pagar uma bolsa.

5. Muitos querem lembrar à sociedade – corretamente – que não existe almoço grátis mas…sempre pedem para adiar o pagamento.

6. Dê a mão e eles lhe pedirão o braço. Sempre.

7. Ninguém é perfeito, errar é humano mas isto nunca vale para seu interlocutor. Só para você (e olha que vivem dizendo que querem um “debate democrático”).

8. Uma boa cerveja e um bom livro são sempre bons remédios, mas nunca em conjunto.

9. Sua vida não muda se você não quiser, o que não quer dizer que seja fácil promover mudanças em um ambiente infecto.

10. Como sempre disse, sempre achei minha auto-crítica muito ruinzinha. Pena que poucos levem a sério isto.

11. (esta não é minha, mas de um falecido professor) Não existem minutos de sabedoria. Ninguém fica sábio em minutos. Minutos de sabedoria, anos de burrice!

Programei alguns posts para os próximos dias pois me ausentarei um pouco do blog no período. Volto logo.