Uncategorized

SUS já

O SB lançou a campanha mais interessante em termos de ética na política (algo que o padre paraguaio, ícone da esquerda latino-americana, parece ter lançado no lixo hegeliano da história (…logo, reciclável)): que a candidata (que não está em campanha, que-que-é-isso!) use o SUS para tratar seu câncer linfático.

Antes de mais nada, além do forte significado retórico, SB resumiu todo o resultado honesto da prática  “desenvolvimentista” que hordas de governistas divulgam por aí. Eu ainda diria mais: não vale usar passagens aéreas para fins particulares. E também não vale reclamar que é uma frase maldosa. Não é. Ela mostra que o gestor público deveria ser o primeiro a mostrar confiança nos profissionais que contrata, remunera e nomeia para cargos públicos. Inclusive os da quota do partido X, Y ou Z.

Há gente séria no SUS, eu sei. Aliás, esta mesma gente séria,  embora possa discordar de mim quanto ao uso (honesto) do dinheiro público,  não curte o uso político do SUS. Médico sério quer respeito, não ser bucha de pelegos.

Lamenta-se, claro, que um ser humano tenha um câncer. Mas lamenta-se mais ainda o uso político, retórico e, claro, fora da regra do calendário eleitoral, deste mesmo câncer. Por quem quer que seja.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s