Uncategorized

Homo Econometricum goes for gazpachos (toreador, toreador)

So, Homo Econometricum goes for gazpachos. Tentei responder este texto dele, mas os comentários não abrem. Pode ser o firewall (a faculdade pode temer que mais alunos queiram fazer mestrado no mundo civilizado…) ou é problema do blogger mesmo.

Pedro agradece a várias pessoas que conheceu pela blogosfera (ponto para a blogosfera!) e para dois de seus ex-professores: o Fábio e eu. Quanto ao Fábio, não há o que comentar. O sujeito é realmente imbatível (até mesmo irritante) em suas ponderações e eu, sem modéstia alguma, ajudo a bagunçar tudo que posso. 

O Pedro foi meu aluno a partir do 5o período, embora já conversássemos – muito pouco – quando ele era aluno do Fábio (4o período). É bacana ver que a lição básica da economia – que é também uma lição de vida – foi bem apre(e)ndida pelo Pedro: procure o máximo possível de perfeição considerando as restrições. O resultado, obviamente, é que em algum momento você consegue mudar os preços relativos de algumas restrições a ponto de construir uma carreira de sucesso.

Junto com o Pedro, um dia, começamos o NEPOM, pensando em como desenvolver seus talentos e também dar a mesma oportunidade de se entusiasmar por Economia que outros não necessariamente percebiam. Afinal, nem todos têm o mesmo timing de se perceberem economistas, não é? 

Creio que o mestrado fora será uma grande oportunidade para que ele faça novas sinapses, o que certamente ocorrerá. Novas sinapses, diz sempre o Leo Monasterio, é sinal de que você aprende a lidar melhor com vários aspectos da vida. O resultado disto, eu sei, é imprevisível, exceto pelo que eu acabo de dizer.

Fico muito feliz com mais este passo. É um aluno que veio até o Centro em busca de conhecimento e prática de pesquisa e encontrou. Acho que, daqui, é o primeiro que vai ao exterior fazer mestrado. Certamente teremos um bom resultado no final desta confusão toda.

Boa Sorte, Pedro.

p.s. se eu ficar mais inspirado, faço algo melhor. Mas fica este texto como uma versão inicial.

Anúncios

Um comentário em “Homo Econometricum goes for gazpachos (toreador, toreador)

  1. Parabéns para o Pedro!!! Agora temos casa em Madrid!

    PS: Shikida, você tem que considerar os riscos do Pedro se arriscar na dança flamenca, nas touradas e deixar a economia. Além do mais, será que o pessoal do mestrado entra na onda da siesta???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s