Uncategorized

Para quem acha que Teoria dos Jogos não serve para nada…

…eis mais um artigo na qual a mesma aparece como coadjuvante importante no argumento principal.

Anúncios
Uncategorized

O problema não é Keynes mas sim…

David Henderson reproduz trechos de um artigo do – eterno militante – Lew Rockwell sobre a política econômica de Hitler.

Em determinado trecho se lê que:

Keynes himself admired the Nazi economic program, writing in the foreword to the German edition to the General Theory: “[T]he theory of output as a whole, which is what the following book purports to provide, is much more easily adapted to the conditions of a totalitarian state, than is the theory of production and distribution of a given output produced under the conditions of free competition and a large measure of laissez-faire.”

Pois é, Keynes gostava de uma intervenção governamental. Não me parece que tenha sido um entusiasta seguidor de Hitler, mas o ponto importante não se Keynes disse ou não disse isso (ou se pensou em algo assim ou assado). As idéias de um homem nem sempre são uma correspondência biunívoca de sua prática profissional: veja a história de vários carrascos nazistas que eram excelentes pais de família, senão homens de boa cultura para a época.

De qualquer forma, o próprio Henderson (ou Rockwell) chama a atenção para o que importa:

Can’t we separate Hitler’s Keynesian economics from his murderous policies? In principle, yes. But Rockwell makes the point that a government powerful enough to control this many aspects of the economy will be powerful enough to do some of those other nasty things.

A análise é adequada. O problema de Keynes foi não enxergar as consequências do que disse (coisa à qual qualquer humano está sujeito). Errou feio? Errou. Mas isso já foi demonstrado há anos por James Buchanan e Richard Wagner em um pequeno artigo sobre o problema do multiplicador keynesiano que é, justamente, o de ignorar os incentivos políticos.

Uncategorized

Frases que eu gostaria de ter dito

Direto de David Henderson:

A friend of mine, Michael Walker, the former head of the Fraser Institute in Canada, once asked Hayek why it was so hard to convince people of the value of economic freedom. Hayek smiled and said:

One of the forms of private property that people cherish most is their ideas. If you convince them that their ideas are wrong, you have caused them to suffer a capital loss.

Eis aí uma lição interessante.