Uncategorized

NEPOM e um comentário

Duke of Hazard não entendeu. Apenas refizemos as estimativas dado o novo FOCUS. Nada de reunião nova…

Agora vamos aos comentários. O Homo Econometricum, aqui.

Press Release:

Press Release

Nesta segunda-feira foi divulgado o último Relatório FOCUS, do Banco Central. Como o objetivo do NEPOM é verificar o que possivelmente o Copom fará a respeito da taxa Selic, fizemos uma revisão de nossos resultados. Em resumo, não há mudança em nossa previsão. Com os dados atuais ou nos três cenários (“otimista”, “neutro” e “pessimista”), ainda é forte a probabilidade de que o Copom aumente a taxa em 0.50 p.p.

Modelos de previsão são sempre sujeitos a erros, mas acreditamos que o principal ator nesta nova conjuntura é a especulação sobre os impactos da crise mundial na economia brasileira. Neste aspecto, o Banco Central agiu de forma preventiva, nos últimos dias, no que diz respeito a possíveis impactos, mas não estamos perto de atingir a meta de inflação. Pelo contrário, o IPCA encontra-se perigosamente próximo ao limite superior da meta. Assim, a despeito das medidas preventivas – que contemplam eventuais problemas da crise mundial – ainda há o que ser feito em termos de inflação. Em um cenário como este é possível que o Banco Central aja de forma preventiva, aumentando a taxa a um ritmo menor (0.50 p.p.), para que possa, se necessário, adotar menor rigor nas próximas reuniões.

Os membros do NEPOM reconhecem, contudo, que a mudança no cenário atual dificulta consideravelmente qualquer previsão econômica pois é cedo ainda para saber exatamente como a estrutura da economia brasileira pode ter sido alterada com os últimos eventos.

NEPOM / IBMEC-MG

Anúncios

Um comentário em “NEPOM e um comentário

  1. Ainda assim, fica a sugestão: estive vendo os slides com cuidado, e acho que vale a pena insistir em um trabalho mais cuidadoso na avaliação de acertos e erros das projeções. Vcs apresentam apenas um slide, no início, dizendo se erraram ou acertaram o resultado da última reunião. Acho insuficiente mostrar só um slide, e até prejudicial: e se vcs acertam os resultados das reuniões “pelos motivos errados”?

    Como exemplo, vcs poderiam colocar um comentário sobre a projeção da produção industrial, que é usada ao final para estimar o modelo que dá o resultado da reunião (entendi certo?). Se o modelo da produção industrial superestimar consistentemente o nível de atividade, e acontecer uma alta de juros por outros motivos (câmbio, por exemplo), vcs estarão acertando o resultado do Copom (alta de juros) mas “pelos motivos errados” (foi o câmbio, e não a produção industrial, o principal fator determinante da decisão).

    Para sintetizar: o último exercício que vcs fazem (a distribuição de probabilidades da reunião) poderia ser atualizado a cada apresentação com as informações ocorridas, ao invés das projeções, e ver se o modelo ainda sustenta como projeção aquilo que efetivamente aconteceu na reunião. Apresentem nos primeiros slides, e isto dará credibilidade maior ao que é mostrado no final.

    Abraço, e parabéns pelo trabalho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s