Uncategorized

Crônica de um país

O chefe manda o empregado explicar direito, ele anuncia o apocalipse e, de fininho, pode socorrer alguns privilegiados. Como fará isto? Ninguém sabe. Mas, claro, há sempre uma maleta venezuelana amiga para comprar o silêncio do povo. Será que isto vale para este discretíssimo país?