Uncategorized

A parte boa é o “naturalmente”…

Inconformada com a “correria” imposta pela súmula do Supremo Tribunal Federal (STF) que proibiu o nepotismo no Executivo, Legislativo e Judiciário, a mulher do prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT), foi exonerada do cargo de diretora do Museu Histórico Abílio Barreto – que guarda amplo acervo da história da capital mineira. Thaís Velloso Pimentel divulgou ontem carta à imprensa afirmando que foi convidada para assumir o cargo comissionado, preenchido sem concurso público, em 2001, durante a gestão de Célio de Castro. E “naturalmente” foi convidada a permanecer na função com a eleição de Pimentel.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s