Uncategorized

Google Chrome – ii

Aparentemente, aprovado. Poucas vezes o Leo Monasterio não me botou em encrencas com seus palpites. Uma foi quando me aconselhou o co-orientador certo no doutorado. Outra foi com este navegador. Ainda não conferi todas as funcionalidades, mas parece interessante. 

Contudo, a falta de aplicativos compatíveis pode ser um belo problema na transição…

Uncategorized

Google Chrome

Instalação a caminho enquanto reviso o trabalho da moçada e me preparo para um banho. Comentarei assim que possível.

Vejamos se o otimismo do Leo Monasterio me contagia.

Uncategorized

Argumentos ruinzinhos rapidamente refutados por Don Bodreaux

Um número expressivo – e angustiante – de autores sustenta que a aparente recusa à intervenção por parte do governo seria, na verdade, apenas uma forma diferente de intervenção. Eis um exemplo: o economista Warren Samuels escreve que a desregulamentação é simplesmente a regulamentação governamental realizada por meio do fortalecimento dos direitos à propriedade privada, ao invés da edição de decretos burocráticos. De acordo com Samuels, apenas os inocentes acreditam que quando o governo desregulamenta, reduz sua influência sobre a economia.

Ou então considere a insistência de Louis Hacker em dizer que “a idéia do laissez faire é uma ficção. Já que o Estado, através da ação negativa – ou seja, pela recusa de adotar certas políticas – pode afetar os acontecimentos econômicos de forma tão significativa quanto quando intervém.”

Bem, é verdade – da mesma forma que eu, ao não guiar meu carro pela calçada cheia de pedestres, posso afetar os acontecimentos de forma tão significativa quanto como se eu fosse utilizá-lo para matar pedestres.

Vale toda a leitura.

Uncategorized

Gerar conhecimento ou apenas citar?

Eis uma decisão que envolve custos. Principalmente se você é um jovem pesquisador. Eis, portanto, seu problema.

Resumo:
Citation patterns in many academic disciplines have displayed a pattern of connections similar to those observed in many other different real-world contexts, such as links on the world-wide web. The various models that have been proposed to generate such networks, generically called “preferential attachment models”, rely solely on random link formation and copying and do not take into account rational choice among authors in an academic community, which would consider the competition for
citations and ensuing professional success. In this paper we construct such a model with rational agents to understand some aspects of citation patterns and knowledge diffusion in a specific academic field .. We show that rivalry or competition in citations might be an obstacle to diffusion, depending on behavioral rules specific to the field. Increased heterogeneity in the quality of papers reduces this effect. After considering models with complete information, we analyse models with private information about quality of one’s own paper and use the framework to consider the interaction of this process with acquaintance networks and strategic entry. Superimposing the citation process on an acquaintance network yields patterns different from preferential attachment. Strategic entry leads to cascades of papers. Though we might have ex-ante efficiency in some equilibria, ex-post efficiency is not guaranteed. Ex post efficiency cannot be guaranteed since it is always possible in equilibrium that a good paper “dies” and a worse one survives, but ex ante efficiency is sometimes attainable.