Uncategorized

Cálculo racional na Lei Seca

Gary Becker deveria ganhar uma estátua da sociolândia tupiniquim. Na época em que os distintos falavam apenas de esotéricas dialéticas (e xingavam o velho Durkheim de tudo quanto era palavrão), nosso economista falava da importância do cálculo de custo-benefício individual na economia do crime.

Alguém já deve ter ouvido falar da tal probabilidade de ser detectado (ou pego no ato criminoso). Até gente que nunca estudou Becker enche a boca para citar seu insight.

Voltemos à Lei Seca. Um comentário enviado para este blog me redirecionou para o tal BlitzBH. O objetivo é claro: minimizar a probabilidade de ser pego, tal como ensinou o “neoclássico” (ou “malvado”, “estadunidense”, “positivista”) Gary Becker.

Ok, eu sei que você bebeu e está bravo com o desprezo destes moleques sem “consciência-de-classe” que só pensam racionalmente. Eu sei que sua teoria não se encaixa nos fatos e nem serve para explicar a ação da moçada. Eu sei disto tudo. Mas veja, é a vida: pessoas reagem a incentivos.

p.s. se você ficou bravinho com os parágrafos acima (fé é igual a bund*: cada um tem uma. Ainda mais quando é fé em socialismo científico, aí a coisa fica feia), então me desculpe, mas você também reage a incentivos…

Uncategorized

Religião não importa (para algumas coisas…)

Eis aí o artigo:

Title: Culture Conflict and Cooperation: Irish Dairying Before the Great War

Internet Address of abstracted work: http://www.tcd.ie/Economics/staff/orourkek/offprints/EJ2007.pdf

Language: English

Abstract:
Recent literature argues that hierarchical religions such as Catholicism hamper the formation of trust, thus reducing the propensity to cooperate and damaging economic performance. This article looks for a link between Catholicism and the propensity to cooperate in the pre-1914 Irish dairy industry. Although the propensity to cooperate was higher in Denmark than in Ireland, and in Ulster than elsewhere in Ireland, Catholicism did not make cooperation more difficult in Ireland. Political conflict over land reforms and constitutional matters was to blame, not religion. Denmark’s homogeneity, not its Protestantism, led to the success of cooperation there.

Bibliography: O’Rourke, Kevin. “Culture Conflict and Cooperation: Irish Dairying Before the Great War.” The Economic Journal, 117 (October), 1357 – 1379.

Uncategorized

Para além do jornalismo de quermesse: a verdade sobre o declínio do “império” americano

Eis aí algo além do simplismo abundante. Gary Becker explica, didaticamente, porque não acredita nesta lucrativa indústria de teses sobre supostos declínios dos EUA. Vale a leitura. Pena que os notórios jornalistas de quermesse não lerão tal texto pois: (a) não os interessa a concorrência de idéias, (b) reconhecer erros, para eles, é como perder espaço publicitário (se for do governo então, nem se fala).

Alexandre Schwartsman criou o termo “keynesiano de quermesse”. Nada melhor do que fazer um isomorfismo com os colegas jornalistas. ^_^