Uncategorized

A Nascente

Ayn Rand é uma escritora que causa controvérsia por seu radicalismo pró-capitalismo (embora ela nunca tenha matado ninguém como famosos assassinos estampados nas camisas da juventude). Uma vez ganhei um livro de Ayn Rand – um dos dois traduzidos em português – chamado “A Nascente” (The Fountainhead). Custei a me animar para sua leitura mas, quando comecei, não pude parar até o final.

Bem, ontem, finalmente, mesmo que dublado e com os comerciais inseridos, gravei o filme em um DVD. Há tempos queria assistir a versão cinematográfica deste filme que, aliás, nunca é discutido e nem faz parte de mostras culturais por aqui.

Sim, eu recomendo o filme, mesmo tendo lido apenas o livro. Aliás, o livro é recomendadíssimo. O bom dos estereótipos de Rand é que eles nos ajudam a entender bem o conceito de liberdade individual, seus custos e seus benefícios.

Em um país no qual todos temem agir sem a supervisão governamental ou desejam, imensamente, adquirir benefícios às custas alheias e no qual a lei faz, praticamente, vista grossa para tudo isto, este é um filme de valor altamente educativo. O livro, claro, idem.

2 comentários em “A Nascente

  1. os livros delas são fantásticos! não só os romances (o discurso do john galt em “atlas shrugged” é uma das melhores passagens da história da escrita!), mas também seus tratados filosóficos (coletâneas como “the virtue of selfishness”)! nunca vi os filmes! tenho que assistir!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s