Uncategorized

Democracias menos liberais são também as mais falidas? – o argumento anti-mercado

Como sabem os leitores deste blog, um argumento comum ouvido entre as trincheiras não-liberais (sem dados para comprovar a tese, claro, mas com muito líder sindical em cima de caixotes bradando como Mussolini) é o de que o comércio “escraviza e destrói”. Para esconder as mamatas que recebem do governo, espalham por aí que o individualismo é uma ficção ou um pecado.

Pois bem, o gráfico abaixo não tem mais do que 2000 caracteres, mas mostra uma correlação entre dois rankings. Em um deles, o Sudão está entre os primeiros (estados falidos). No outro, os EUA está entre os primeiros (condições favoráveis a criação de empresas…privadas).

Se há alguma explicação para este gráfico, eu arriscaria que governos mais falidos, aqueles que maltratam mais sua população, que são péssimos provedores de bens públicos, são também os que mais dificultam a criação dos mercados.

Pergunte ao seu professor: por que poderia haver uma relação como esta, do gráfico acima, se todo mundo diz que liberalismo só é compatível com sociedades que oprimem os cidadãos?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s