Uncategorized

Terrorismo no Brasil

A blogosfera politicamente correta chamará isto de relativismo cultural ou de democracia. Mas o nome é outro. Uma questão que nunca foi debatida entre os blogueiros ou jornalistas no nível que deveria foi, no início da administração da Silva, a afirmativa – por parte de nosso George Bush brasileiro – que a ABIN não deveria se preocupar com supostos movimentos sociais.

Interferir nas atividades da ABIN pode muito bem ser um ato de democracia quanto um de interferência inadequada (pense na administração Bush se intrometendo nas agências de inteligência). Não vigiar “supostos” movimentos sociais tem uma consequência previsível: aumento da probabilidade de atividades terroristas em seu território (inclusive o famoso cyberterrorismo, já que alguns destes “supostos” movimentos sociais se dediquem a ensinar a meninada a manipular – de maneira até ilegal – a rede mundial de informações sob uma justificativa, digamos, “supostamente” social).

Não importa se o autoritarismo vem da esquerda ou da direita. O fato é que até o autoritarismo, no Brasil atual, é monopolizado: só temos o da esquerda. O da direita, por algum motivo, emagreceu e nem chega aos pés do seu irmão mais velho, o dos anos 60-80. Para um liberal, quanto menos dos dois, melhor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s