Uncategorized

Banco Central ainda não inibe investimentos da indústria

Borges destaca os projetos de infra-estrutura em curso, não apenas do governo, mas do setor privado, nos setores de energia, transporte e comunicação. “Este será o melhor ano de investimentos de infra-estrutura no Brasil desde 1975. Por mais que o Banco Central eleve os juros, o investimento em infra-estrutura é pouco suscetível a oscilações de curto prazo”, avalia.

Humm, das duas uma: ou os empresários são mulas que não entendem os sinais de mercado ou os empresários não são mulas que não entendem os sinais de mercado. Sim, nos sinais, incluo a política monetária.

Costumo pensar que um sujeito que fica rico às minhas custas (via subsídios) e/ou por competência própria (o tal empreendedor) não deve ser uma mula. Logo, alguém tem feito um discurso errado…e não sou eu.

Anúncios
Uncategorized

Preços mais altos dos alimentos podem ser bons?

Alguns pensam que sim. Por que?

Rising food prices have caused street protests from Mexico to India to Senegal. But this could be a blessing in disguise if it makes governments eliminate the trade barriers that exacerbate high prices: the poorest countries will benefit most from dropping their own tariffs.

Nobel economics laureate Gary Becker estimates that a 30 per cent rise in food prices over five years would cause living standards to fall by 3 per cent in rich countries and by more than 20 per cent in poor countries.

Um pouco otimista demais, eu diria. O movimento do governo brasileiro (e dos grupos sindicais patronais e de trabalhadores que o apóiam) parece mostrar que isto não acontecerá. A conferir.

Uncategorized

Agora é oficial: neo-schumpeterianos não gostam de política industrial

DO GOVERNMENTS SUPPRESS GROWTH? INSTITUTIONS, RENT-SEEKING, AND INNOVATION BLOCKING IN A
MODEL OF SCHUMPETERIAN GROWTH

AZAM CHAUDHRY AND PHILLIP GARNER

This paper argues that some governments adopt growth-reducing policies due to the rational self-interest of the political elites. The model takes a rent-seeking government that can block innovation and incorporates it into a Schumpeterian growth model. The quality of a country’s institutions is reflected in the cost of innovation blocking. An increase in the level of innovation-blocking activity will reduce the rate of innovation and therefore reduce growth. The government also faces the possibility of losing power whenever an innovation occurs. We examine the conditions under which a government will choose to block innovation and suppress growth.

Os neo-schumpeterianos brasileiros precisam ler mais artigos neo-schumpeterianos?