Uncategorized

Lógica do Comentarista Infantil – I

Inicio aqui uma série sobre aqueles comentaristas que alguns chamam de ignorantes, outros de petralhas, enfim, aqueles tipicamente chatos. Outro dia alguns deles infestaram o blog do Alexandre (o Mão Visível) e, de vez em quando aparecem aqui.

Nosso comentarista típico gosta do seguinte tipo de crítica: “o blogueiro fala sobre o que não entende”. Este argumento, comum entre a blogosfera anaeróbica, pode ser traduzido assim: “eu só falo sobre corrupção porque sou praticante”. No limite, é isto. Normalmente o sujeito cai de pára-quedas no blog alheio, não entende do que se fala (e nem procura entender, já que é apressado e acha que conhecimento é sinônimo de “jogar no google”, ponto final), confunde ironia com seriedade (e vice-versa) e dispara sua raiva infantil com a tradicional má educação (mais ou menos grosseira, conforme as hemorróidas do sujeito).

Por isto que meu xará não permite comentários (acho). Cansa muito lidar com meninos. Mas, claro, há pedabobos para este tipo de gente. Pedabobos, veterinários e botânicos, conforme o grau de infantilidade do sujeito. Mas eu prefiro mesmo o bom e velho “anti-spam”…

 

Uncategorized

Preso no serviço, pensando sobre Econometria

Quando comecei a lecionar, peguei uma turma de estatísticos. Eles queriam aprender Econometria. Vi-me em apuros. Lembro-me de me ralar para montar um programa de curso para os caras. Entrei em sala e comecei a ler os tópicos: regressão simples, múltipla e sistemas de equações simultâneas. Foi exatamente neste ponto (sistemas) que os meninos se espantaram: “- O queeeeee?”

Por que estou falando disto? Porque este post do Cristiano mostra que minha experiência não é única. Até hoje muita gente confunde econometria com pura regressão. Muito engenheiro que não faz Econometria olha os economistas com certa arrogância e muita gente que não sabe somar ou dividir acha que Estatística e Econometria são sinônimos. Até certo ponto, sim, são mesmo. Mas, tal como a Psicometria, a Biometria, a Cliometria, a Sociometria e outras aparentadas da Econometria, há diferenças. Claro que sim! Afinal, cada campo do conhecimento possui peculiaridades por conta dos objetos nem sempre idênticos que estudam.

Claro, você sempre pode tirar uma média, mas a relevância da média e como usá-la, em seu campo de estudo varia um bocado. Por isso eu recomendo a leitura do texto do Cristiano. Ele mostra que há muito a ganhar com o intercâmbio com a Estatística (por que me lembrei do Laurini agora?).

Uncategorized

Concurso para você

Essay Contest on Property Rights Now Accepting Entries

The 2008 Sir John M. Templeton Fellowships Essay Contest is accepting entries from college students and untenured college teachers until the contest deadline of May 1, 2008. For this year’s contest, applicants must examine the relationship between property rights and human rights.

For decades social critics in the United States and throughout the Western world have complained that “property” rights too often take precedence over “human” rights, with the result that people are treated unequally and have unequal opportunities. Inequality exists in any society. But the purported conflict between property rights and human rights is a mirage—property rights are human rights.
—Armen Alchian, “Property Rights” in The Concise Encyclopedia of Economics

Are property rights human rights? How are they related? What are their similarities and differences? If property rights are human rights, why have they enjoyed fewer legal protections and intellectual champions than other human rights?

STUDENTS:
First Prize: $2,500
Second Prize: $1,500
Third prize: $1,000

JUNIOR FACULTY MEMBERS:
First Prize: $10,000
Second Prize: $5,000
Third Prize: $1,500

Contest guidelines and other information

Anotou?

Uncategorized

Brasil e Firefox: nada a ver

Este segue na íntegra (é fácil ver o link do Bernardo):

Clube das Democracias Pt. 2

Então, tem um concurso de desenvolvedores para saudar a chegada do Firefox 3 (bocejo).

A parte curiosa está aqui, na lista de países onde o concurso não é válido:

Contest is void in Brazil, Cuba, Iran, Iraq, North Korea, Puerto Rico, Province of Quebec (Canada), Sudan, Syria, Union of Myanmar, and where prohibited by law.

Deixa eu traduzir para você:

O concurso não é válido no Brasil, em uma ditadura comunista, em uma ditadura teocrática, em outra ditadura comunista, em uma possessão semi-autônoma, em uma província separatista, em uma ditadura cleptocrática de inspirações teocráticas, em uma ditadura ba’athista, em uma ditadura militar e onde mais for proibido por lei.

Em resumo:

* 7 ditaduras;
* 2 lugares que nem país são;
* Brasil.

Diga-me com quem andas, etc.

Incrível, não?