Uncategorized

Líbano e terror

O terror quase leva um brasileiro na rebarba. Fico imaginando o que diria a imprensa se judeus brasileiros saíssem às ruas protestando contra a prisão de um cidadão brasileiro pelas forças de segurança libanesas. Ia ser um tal de falarem de sionistas sacanas, Opus Dei, direita, etc.

Agora, convenhamos, já está na hora de o governo parar de brincar com a segurança (ou fazer uso dela para esconder a corrupção da república dos sindicalistas) e levar isto mais a sério. Bin Laden não é amigo de brasileiro não, coleguinhas do Itamaraty…

Uncategorized

Se cuidarem da minha próstata como cuidam do dinheiro público…

O que já se fala em linguagem vulgar pode se tornar realidade:

O deputado Clodovil Hernandes (PR-SP) apresentou ontem um Projeto de Lei (2374/07) que acrescenta na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) exames de próstata para trabalhadores acima de 40 anos por conta do empregador e, em caso de resultado positivo, tratamento psicológico necessário. A CLT (Decreto-Lei número 5.452/43) estabelece a realização de exame médico na ocasião da demissão e da admissão do funcionário e também periodicamente, por conta do empregador. Segundo o deputado, o propósito do projeto é ampliar a prevenção do câncer da próstata. “Atualmente, essa prevenção enfrenta graves empecilhos, o que provoca milhares de mortes a cada ano”, diz Clodovil.

A CLT existe porque alguém ganha com ela. Eu gostaria mesmo era de ser proctologista em Brasília. Pelo menos poderia retribuir a alguns políticos pelo que fazem comigo e com o povo o ano todo (esta notícia é tão estranha que parece coisa do Kibe Loko…).

Uncategorized

Enquanto a FARC passeia na Amazônia…(“Ah, Golbery…”)

O governo brasileiro está preocupadíssimo com a segurança nacional. Pelo que diz o insuspeito Marcelo Soares (na verdade, ele reproduz e comenta matéria do “Estadão”), eu imagino se os mesmos que se diziam “democratas” na era Geisel não estavam, na verdade, doidinhos para terem uma chance de fazerem o próprio AI-5.

Impressiona-me o silêncio dos intelectuais (lembra do termo espertinho que os ideólogos do regime criaram há alguns anos?).

Pois é. Com tantos problemas de segurança nacional, o (suposto) roubo de informações confidenciais da Petrobrás me parece algo bem bobo. Afinal, o governo brasileiro se recusa a ter uma clara classificação do que seja terrorismo (sim, é verdade, procure no google, leitor), mas carimba a “subversão” todinha…

Voltamos à era autoritária e não sabíamos. Por que? Talvez porque os “corajosos” intelectuais do passado sejam hoje os maiores beneficiários dos piores usuários dos cartões de crédito sem limite. Multem os motoristas que estacionam nas faixas de pedestres e babem nas chuteiras dos impávidos colossos que jogam futebol na Granja do Torto ou em quadras de luxuosos condomínios fechados….ou mesmo na maior revelação de futuros talentos: a várzea ao lado deste ou daquele sindicato.

Viva o Brasil!

Uncategorized

Conspirar não ofende

Fatos:

a) Militares argentinos criaram as Malvinas para despistar suas malandragens.

b) O roubo do laptop da Petrobrás (dizem…) implica em roubo de informações sigilosas…enquanto os cartões de crédito corporativos lentamente somem dos jornais para “não atrapalhar a divulgação de notícias mais importantes” para os neocons latino-americanos.

Logo, (a) se parece com (b).

Ok, se tem gente que vê liberalismo embaixo da cadeira, porque não posso ver conspiração atrás do sofá?

Uncategorized

A cara do Brasil

Este vai na íntegra:

Um petista fanfarrão

O deputado Henrique Fontana (PT-RS), líder do Governo na Câmara, é dado a acessos controlados de fúria. É daqueles petralhas que fala se mordendo, que engasga na baba raivosa, que expele pela boca um ódio contido da democracia. No início da crise do Mensalão, Fontana, todo alteradinho, teve a petulância de chamar Roberto Jeferson de “mentiroso”, quando este acusou os petistas de comandar um esquema de corrupção comparável ao chefiado pelo empresário Paulo César Farias durante o governo Collor, em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Correios. Jefferson contra-atacou Fontana e citou o publicitário Marcos Valério Fernandes de Souza, apontado como operador do mensalão: “Em todas as contas do PC Farias, passaram R$ 64 milhões. Só nas contas do Marcos Valério já passaram R$ 45 milhões. Fica só vendo onde isso vai dar.” Pois deu no que deu, nos quarenta indiciados do Mensalão, no desmantelamento da quadrilha da estrela, no indiciamento da S.O.C., a sofisticada organização criminosa, na explosão do maior esquema de corrupção política da história do Brasil. Agora o deputado irritadinho está propondo uma troca, mostrando muito bem o caráter de um petista. Por uma CPI em São Paulo, o PT sujão, o mais corrupto partido político do Brasil, segundo a pesquisa da Fundação Perseu Abramo(deles), entregaria cargos ao PSDB na CPMI dos Cartões Corporativos. Não é a cara de um petralha fanfarrão, que transforma tudo em luta política e bate-boca de diretório, quando o tema é roubo de recursos públicos por funcionários e autoridades corruptas?

!!!!!