Uncategorized

A importância dos economistas

Over the last decade, however, economics has begun to get its groove back. Armed with newly powerful tools for analysing data, economists have dug into real-world matters and tried to understand human behaviour. Economists have again become storytellers, and, again, they matter.

Resumo: “parnasianismo” não vale muito no mercado de economistas (de verdade). Leia tudo que é bem interessante.

Uncategorized

Comunismo Cubano para “dummies” (ou seja…você-sabe-quem)

Excelente resumo sobre as falácias que os admiradores de ditadores (só de esquerda) usam (e abusam), com o beneplácito apoio das grandes centrais de jornalismo deztepaíz.

Eis aí um bem público. Use para educar seu amigo ingênuo que ainda acha que ditador bom é o de esquerda. Ou que Cuba é um paraíso. Certamente não funciona com os defensores fanáticos das “grandes causas”, mas mostra o grau de simplismo de seus argumentos.

Uncategorized

Multiplicadores Keynesianos (de quermesse)

O texto original tá lá no Mão Visível (possível e inexplicavelmente bloqueado em algumas faculdades…), mas você o encontra também aqui. É um belo texto de análise do discurso econômico na mídia. Eu gostaria muito de ver os jornalistas sérios (os que realmente entendem de Economia e trabalham com o tema) fazerem o seguinte trabalho: 1. junte um monte de entrevista destas que o sujeito fala que o governo “patina”, “joga água no feijão”, ou alguma outra expressão de fácil compreensão para o povão, bombástica e besta, 2. anote os nomes dos santos, 3. faça isto durante um ano, 4. contraste o discurso e responda à pergunta singela: “Ei, cara, o bom de fazer faculdade (com professores sérios, não os keynesianos de quermesse) é saber distinguir o joio do trigo, né”?

O texto é altamente recomendável.

Uncategorized

As universidades públicas ainda são notícia…

…mas nas páginas policiais, infelizmente.

O pior é imaginar que tem gente envolvida nesta história que posa de pesquisador, de acadêmico. Gente que diz fazer “as grandes perguntas” ou “os grandes esquemas explicativos da história da humanidade”. Não é possível deixar de ficar triste com algumas notícias, eu sei. Mas com os incentivos que o governo cria, seria possível ser diferente?