Uncategorized

Este vai na íntegra

Eles não acreditam em fofoca

Quem são eles?

Os médico que atenderam pelo meno quatro dos oito mortos por febre amarela e que, segundo os familiares das vitimas, as dispensaram sem cogitar a possibilidade da doença. É o que informa matéria da Folha de S. Paulo de hoje.

À Folha, o infectologista Vicente Amato Neto, declarou que a falta de suspeita de febre amarela se dá porque os médicos “não se lembram” de obter a história clínica completa do paciente. “Se perguntassem se esteve em áreas endêmicas e se é vacinado, a suspeita de febre amarela surgiria.”

A mensagem é óbvia: os médicos provavelmente não lembraram da febre amarela porque acreditavam que a mesma estava erradicada das áreas urbanas desde 1942. Ou seja: a ministra Marta Suplicy pode relaxar e gozar, pois a tal “epidemia da fofoca” está ocorrendo em áreas restritas. Caso tivesse se alastrado por todo o país, algumas vidas teriam sido poupadas.

Ao contrário da blogosfera chapa-branca, Nariz Gelado vai ao ponto. E como acerta…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s