off-topic

Droga no ônibus

O passeio com destino ao Estado da Bahia acabou cedo para 12 universitários e um professor formado em Belas Artes. Por volta das 18h dessa quinta-feira, cinco viaturas do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam) cercaram um ônibus fretado para uma excursão: uma denúncia anônima indicava que havia drogas no veículo.

Este pessoal não toma jeito. Mais sobre o caso aqui. Mais detalhes? Veja abaixo.

Entre os detidos estão um professor de educação física, estudantes universitários, pósgraduados e duas mulheres. A maioria reside em bairros nobres da região Centro-Sul da capital e no Sul de Minas. A média de idade deles é de 25 anos. Todos alegaram que a droga era para uso próprio.

A alegação é que me parece ridícula. Lembra aquela história dos caras que espancaram uma diarista e disseram que a confundiram com uma prostituta…

Interessante mesmo é ver como a elite se vê:

De acordo com os familiares, os presos passaram a madrugada amontoados, sendo 11 em uma van da PM e dois em um camburão. Foi um dos advogados que solicitou o almoço. “É muito tempo de espera para uma coisa tão boba e que acontece todos os dias”, disse uma mãe. O primo de um dos detidos afirmou que era uma tática da polícia para que o verdadeiro dono da droga aparecesse. “Estão cansando eles até que em confessem ou entreguem quem levou a droga.”

Não se pensa em questões legais, mas em privilégios ou justificativas. Se um crime ocorre todos os dias, devemos ser mais tolerantes com os criminosos? Argumento fraco. Lembra da reflexão do meu xará sobre quem defende o capitalismo no Brasil? Pois é. A elite está confortável com esta defesa desde que o capitalismo, efetivamente, seja um socialismo, isto é, um regime com privilégios para os amigos dos burocratas e políticos. Daí a noção de que crimes são coisas “comuns” e “não deveriam ser levados tão a sério”, principalmente quando os presos são da patota. Puro “rent-seeking”? Puro “cartorialismo”? É a impressão que fica.

Feliz 2008 para você também.

Um comentário em “Droga no ônibus

  1. O mais medonho é que eles se encaminhavam para um destes festivais rave financiados com o bom dinheiro das geniais leis de incentivo a cultura brazuca. Coisas que só acontecem no Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s