expectativas de inflação · microeconomia

Expectativas de inflação desagregadas: a importância do gênero

Mulheres são de Vênus, Homens são de Marte…e a racionalidade quanto à expectativa de inflação depende do gênero? Eis um trecho:

“That men and women occasionally see things differently is not a remarkable observation,” says Michael Bryan, economist at the Federal Reserve Bank of Cleveland. “But that the sexes could report vastly different perspectives on the rate at which prices are rising over a long period of time is astonishing.”

Bryan has studied decades of data on this battle of the sexes, using the University of Michigan Survey of Consumers, a joint survey conducted by the Cleveland Fed and Ohio State University among others. He found that demographics played a role in determining the public’s estimates and predictions of inflation.

Those who are rich, married, white and middle-aged have lower inflation perceptions and expectations than those who are poor, single, non-white and young. That seems almost intuitive: Society’s “haves” are better positioned to endure cost-of- living increases than the “have-nots.

O fundamento microeconômico das variáveis macroeconômicas só não existe para quem não acha o indivíduo algo importante em uma sociedade, não é mesmo?

Falando em gênero, o que será que nossos governantes, entusiastas da CASPA (Cúpula Árabe e Sul-Americana, ou algo assim) pensam disto?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s