bolivarianismo · brasil · esquerda brasileira · lula · totalitarismo

Os valores democráticos da esquerda brasileira

Lamarca é um herói para esta gente. Che Guevara também. E ai daquele que ousar fazer uma piadinha. Na democracia da esquerda brasileira, isto é motivo para uma fatwa. É por isto que eu vou comprar a continuação do grande livro da década dos 90, muito pouco lido nos cursos superiores nos quais os professores, lamentavelmente, preferem-se na posição em que Napoleão perdeu a guerra para seus algozes doutrinadores.

Obviamente, deve ser porque temos poucas livrarias por quilômetro quadrado no Brasil. ^_^

blogosfera

Sagacidade do xará

Ouch!

Reportagem no JB sobre o crescente consumo de drogas, em particular o ecstasy, por jovens (nem tão jovens assim, na minha opinião…).

Ao perguntar a um jovem de 21 anos (depoimento ao lado) que motivo levaria a nova geração a fazer de si um laboratório ambulante, o repórter ouviu uma resposta tão significativa quanto desconcertante:

– Porque somos filhos da geração de vocês.

Resmungado às 08:52:00

bolivarianismo · China · economia · Humor · lula · OPEP · PT

Observação engraçadinha

Se a China cresceu tanto que agora importa petróleo, o Brasil, cujo presidente já se acha um membro da OPEP e pretende implantar no país o “socialismo moderninho”, estará sendo explorado pelos países do socialismo central? Há uma deterioração dos termos de troca causada pelo baixo número de economistas inteligentes por quilômetro quadrado neste país?

Perguntas tão engraçadas quanto perturbadoras…

bolivarianismo · esquerda · lula · peleguismo

Na selva…(Great Moments of Brazilian Leftists…and its people)

…ex-sindicalistas que se diziam contrários ao peleguismo, hoje, tentam nos fazer engolir a tal contribuição sindical. Vai ver concordam com aquela história de termos poucos líderes sindicais por quilômetro quadrado, o novo argumento de certos economistas.

Por outro lado, não estranharei se a bucha de canhão aprovar de pé esta medida. Afinal, o brasileiro gosta mesmo é de Estado-nanny.

ANAC · apagão aéreo · lula

Até um boliviano sabe a diferença entre selva e civilização

Eis um trecho de entrevista interessante sobre o – ainda muito pouco concorrencial – mercado de aviação civil brasileiro. Há o que se discutir sobre esta entrevista, mas é bom ver que a distinção entre selva (que inclui, sim, mineiros bairristas, Minas Gerais) e a civilização é conhecida por outros. Ironicamente, não é um brasileiro quemo diz.

Existe uma política de cobertura ao duopólio?

Existia até agora. Tenho certeza que o governo quer modificar isso aí. O caso BRA é mais um alerta para as autoridades de que é preciso se preocupar com o que o Brasil necessita e não com o que o duopólio quer.

E como modificar?

É só fazer com que o marco regulatório seja respeitado. Veja essa resolução do Conac (Conselho Nacional de Aviação Civil) com as restrições de vôos em Congonhas. Não estão respeitando, estão ignorando.

Mas a lei tem brechas, foi mal escrita.

Nos países civilizados, a Constituição tem uma folha só. Se as pessoas estão bem intencionadas, interpretam e fazem direito. Não existe inocência. Tenho certeza de que quando a nova diretoria da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) assumir, sob orientação do ministro Jobim, vai fazer com que as regras sejam respeitadas.

Depois volto a comentar o cartel mais bem protegido do Brasil. Por enquanto, fiquemos com a frase do boliviano que nos chamou – corretamente – de selva e sua – notável – política de elogios ao governo, o grande responsável pelo não cumprimento das leis e, também, grande detentor do poder de criá-las. Stigler, se vivo fosse, diria algo a respeito…