economia · interesses · marketing eficiente

Marketing

Este vai na íntegra:

Mac-bobos

Este artigo faz uma crítica ao protecionismo da Apple em relação ao seu novo produto, o iPhone e toda a questão envolvendo o bloqueio do equipamento, etc.

É engraçado ver a ingenuidade com que certos assuntos são encarados. Um conhecido Mac-maníaco disse que a Apple era uma empresa que tinha certos princípios e que agora ela se transformou numa Microsoft da vida.

Tolinho.

A Apple (assim como a Google) adotou uma campanha de marketing eficiente que fez com que sua marca fosse automaticamente associada a sofisticação e gosto apurado (basta ver que geralmente filmes que se pretendem descolados, quando precisam colocar um computador na cena, geralmente usam Apple). A idéia – e nisto reside todo o conceito de Marketing – é justamente fazer as pessoas acreditarem que são especiais apenas pelo fato de possuírem um produto Apple, que pertencem a um grupo seleto.

Só que chega uma hora em que a empresa tem que defender seus interesses (“We do no evil”, rá!) de um modo conflitante com a imagem que ela sempre vendeu. Quem sabe que tudo isso faz parte do jogo encara numa boa, mas os ingênuos batem pézinho e fazem becinho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s