brasil · Humor · off-topic

O que o brasileiro diz…e o que realmente quer dizer

Sérgio Biasi continua um dos posts de maior sucesso do O Indivíduo:

Não há como resistir a tentação de dar minha contribuição à lista iniciada por Pedro…

“Você é pretensioso.” – Você ousa achar que sabe algo que eu não sei, e isso é um absurdo.
“Vamos decidir democraticamente.” – Que tal se a gente parar de discutir idéias e ao invés disso fizer um concurso de popularidade?
“Precisamos melhorar a educação no Brasil.” – Precisamos emitir mais diplomas para mais pessoas.
“Precisamos proteger o grupo XXX de discriminação.” – Precisamos criar a ilusão de que quem não der dinheiro para mim odeia o grupo XXX.
“Precisamos regulamentar a profissão XXX.” – Precisamos entravar ao máximo possível o acesso à profissão XXX para aumentar os privilégios de quem tiver autorização para exercê-la.
“Se eu deixar você fazer isso vou ter que deixar todo mundo.” – Não existe nenhum motivo coerente para esta regra existir mas eu gosto dela.
“Sua opinião também é válida.” – Vou ignorar completamente a sua opinião.
“Essas são as tendências mais modernas nos EUA e na Europa.” – Eu li na revista Veja que uma vez em 1976 alguém tentou isso no Canadá.
“Todo mundo sabe que XXX.” – Eu não faço a menor idéia de por que estou defendendo que XXX seja verdade.

E, last but not least :
“Há que se endurecer sem perder a ternura.” – Há que se perder a ternura mas sem admitir abertamente.

Humor · off-topic

Humor Linguístico

Fonte: Japan Probe.

The Japanese media have reported that Chinese bloggers are talking about the striking resemblance between newly elected Prime Minister Yasuo Fukuda and a character from the anime Doraemon (…) Apparently Fukuda’s name sounds exactly like that of Doraemon’s buddy Nobita when it is read in Chinese, so it didn’t take very long for people to draw the connection between the two bespectacled boys

Não é que o Fukuda se parece mesmo com o Nobita? Será que ele também tem um Doraemon para livrá-lo das encrencas da política? ^_^

Eis aí o tipo de piada que eu gosto (eu e mais quase ninguém, he he he).