demografia · Desenvolvimento econômico · economia · incentivos · microeconomia

Quer estudar menos? Faça campanha para que se adote um cachorro ao invés de pedir um irmãozinho

Todo mundo quer, eu sei. Ok, você achou que eu ia falar de incentivos. É verdade que tem tudo a ver com incentivos, mas há mudanças de parâmetros que não são incentivos, digamos, propositalmente criados por alguém com o objetivo de fazer o sujeito estudar menos.

Veja, por exemplo, este caso:

One out of five college students did comparatively little studying to prepare for college entrance exams in their last year of high school from 2005 to 2006, a nationwide survey by a University of Tokyo research group showed Saturday.

Overall, half spent less than two hours a day in their final year preparing for the traditionally crucial exams, the survey showed.

The results indicate that entering a good college is becoming a less competitive event due in part to the declining birthrate. This in turn is reducing high school students’ motivation to enter “exam hell,” the traditionally prolonged period of intensive exam preparation, the group said.

A questão interessante é: será que os estudantes de países que passem por esta transição demográfica tendem, em média, a estudar menos? De outra forma, qual seria a elasticidade-envelhecimento populacional da alocação de tempo para estudos?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s