Uncategorized

“Vamos lá, é fácil, você consegue”

mat9.jpg
Fonte: Ari.

A frase-título deste “post” é do Matheus, filho do Ari. Este sujeito que está enchendo a cara aí em cima com uma boa pinga (*), uma vez, passou na minha frente, me olhou e jogou um carrinho de ferro no chão. Em seguida, sorriu para mim e disse: “Pega aí. Vamos lá, é fácil, você consegue”.

Olhei para ele e disse: “Tá doido, cara? Pega você”. Ele sorriu, pegou o carrinho e saiu por aí.

Moral da história: eu uso esta frase com todo aluno que me pergunta um exercício que sequer tentou resolver.

Claudio
(*)mentira, era um suquinho, cara…

Continue lendo ““Vamos lá, é fácil, você consegue””

Uncategorized

Classe média, ou melhor, elites

O meu xará está cansado de verificar algo que Gordon Tullock intuiu após anos de pesquisas sobre “rent-seeking” (vai sem citação porque não me lembro do artigo e estou com imensa preguiça de esticar o braço e pegar o livro ao lado): o grande responsável pela obesidade do governo é o consumidor/eleitor.

Tia Cris, com muito bom humor, mostra como jornalistas ideologicamente guiados poderiam entrevistar uma mulher pouco parecida com um membro desta elite, viesando para a eterna visão do “coitadinho pobre”.

De certa forma, ambos tocam em um ponto que é: “elites possuem alta média de anos de estudo, mas isto significa que entendem bem o mundo”? Se um ugandense faz uma passeata contra os gays ele é mais ou menos civilizado que um jornalista que só vê conspiração quando seu querido presidente é alvo de vaias? Pense bem antes de responder porque um jornalista pode destruir a opinião pública enquanto um único ugandense nas ruas, mostrando seu preconceito não afeta muita gente. Claro que multidões de jornalistas, ugandenses ou, sei lá, de jornalistas ugandenses pode ser um problema.

Claro que a gente encontra vida inteligente entre as elites, como o Philipe e o Guilherme, que, hoje, superaram-se: já estão tirando dúvidas de leitores. Isso quando não dialogam e estabelecem um debate na blogosfera, com o nascente “Pensando em Economia”.

Aliás, desde o surgimento deste blog (ou de seu anterior, o Economia Everywhere), os últimos meses têm, finalmente, testemunhado um pequeno aumento dos bons blogs de economia.

Talvez meu xará esteja certo. Talvez eu esteja realmente combinando links bem diferentes. Talvez a elite goste de links diferentes mesmo que não entenda bem seus conteúdos.

Talvez esteja na hora de começarmos a pensar melhor na famosa frase: “o preço da liberdade é a eterna vigilância”. Temos que vigiar o discurso idiota de alguns selvagens e combatê-los com bons argumentos, inteligência, cultura.

Nada que seja fácil, claro. Mas eu acho que tudo começa com o sujeito se recusando a ganhar este rótulo pedante de “intelectual”.

Bom, eu sempre fui iconoclasta mesmo…

Claudio

Continue lendo “Classe média, ou melhor, elites”

Uncategorized

Seu bem-estar versus arrecadação dos governos estaduais

Os secretários estaduais de Energia vão recorrer ao Ministério de Minas e Energia e ao Congresso para apresentar emenda ao Projeto de Lei do Gás Natural, cuja votação está prevista para hoje. Eles querem a manutenção do monopólio da distribuição do gás pelos governos estaduais.

O projeto prevê mecanismos de venda direta pelo produtor ou importador do gás (exclusivamente centralizado na Petrobrás) ao consumidor, sem intermediação das distribuidoras, concessionárias estaduais. Com isso, alegam os secretários, os governos perdem receita e o poder de definir o destino final do combustível.

Claudio

Continue lendo “Seu bem-estar versus arrecadação dos governos estaduais”