Uncategorized

Doha

Embora o governo tente orquestrar a defesa da tese de que não havia alternativa para a política econômica externa brasileira, o fato é que o baque em Potsdam não é de digestão fácil. O Itamaraty perde mais do que outros protagonistas porque não tem nenhum resultado diplomático positivo recente a apresentar. É difícil imaginar que haja grande satisfação com os resultados da diplomacia econômica nos últimos anos. Em tempos recentes parece ter-se tornado regra que a posição brasileira esteja a reboque de parceiros menores e/ou mais radicais com os quais tem interesses muitas vezes conflitantes: Venezuela, Índia e até mesmo a Argentina kirschneriana. Tentar remendar estragos acenando com resultados da integração Sul-Sul é pura embromação para minimizar o fiasco, como bem indicam as pífias listas preferenciais negociadas entre a Índia e o Brasil.

Assim disse o – mais que credenciado para falar sobre o assunto – Marcelo Paiva Abreu.

Finalmente eu leio uma clara exposição sobre os resultados de nossa política externa no âmbito comercial.

Claudio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s