Uncategorized

Alô, você, aluno da PUC

Não adianta perguntar sobre o trabalho do seu coleguinha do IBMEC. Não adianta querer ajudar o coleguinha do IBMEC. Eu sei quem você é e sei quem está te pedindo ajuda. E sei que a nota será ajustada de acordo. Veja, uma coisa é palpitar. Outra, bem diferente, é fazer um trabalho que não é seu, seja parcial ou totalmente.

Mas não se preocupe: quem vai responder as perguntas (e vai perder ou não muitos pontos) é seu coleguinha do IBMEC, não você. Você só vai levar a fama.

Se quiser saber mais detalhes,….você terá de fazer outro vestibular.

Lembre-se: cada macaco no seu galho.

Claudio

Continue lendo “Alô, você, aluno da PUC”

Anúncios
Uncategorized

Como não fazer apresentações de trabalho (exceto se você quer ganhar zerinho, zerinho)

Suponha que este seja o texto original:

Este artigo tem como objetivo investigar a relação entre crescimento, pobreza e desigualdade a partir de dados dos municípios brasileiros em diferentes níveis de agregação. Como metodologia de análise, objetivamos mensurar as elasticidades da redução da pobreza e da indigência em relação ao crescimento econômico e à taxa de variação da desigualdade de renda, além de testar a existência de efeito de interação não-linear entre o crescimento e a desigualdade inicial, buscando avaliar a hipótese de que quanto mais desigual menor seria a efetividade do crescimento em reduzir a pobreza (Hipótese de Bourguignon).

Então você não deve:

1. Copiar tudo para o “slide” sem citar.
2. Copiar tudo para o “slide”, mesmo citando: seu leitor já conhece o texto, pelo amor de Deus.
3. Ler exatamente o que copiou no “slide”.

É uma lição óbvia, antiga e difundida. Mas não custa lembrar. Ah, sim, se você estudou um texto e o apresente, tem a obrigação de se informar sobre os termos técnicos do mesmo.

Suponha que o texto use termos que você nunca viu como, sei lá, “regressão spline”. Então, o mínimo que você deve fazer é se informar sobre a intuição do método. Se você já viu o método, já estudou e sabe o que é, menos desculpa tem para não explicar.

Uma outra situação. Suponha que você está com um texto que deve ser apresentado. No meio do texto o autor fala do PMDB. É óbvio, que com o Google na sua frente, você tem a obrigação de saber o que significa o acrônimo “PMDB”. Não existe isto de “eu me esqueci o que era”.

Claudio

Continue lendo “Como não fazer apresentações de trabalho (exceto se você quer ganhar zerinho, zerinho)”

Uncategorized

Exercício de Microeconomia

Calcule o excedente do produtor:

Acabaram-se os tempos de contratações milionárias no Chelsea. Tanto que a nova aquisição do clube londrino, o zagueiro brasileiro Alex, do holandês PSV, custará os cofres do russo Roman Abramovich a barganha de 1 dólar, ou seja, cerca de 1,95 reais na cotação atual.

Segundo o jornal inglês Daily Mail, Alex foi comprado pelo Chelsea junto ao Santos por 5 milhões de libras (cerca de R$ 19 milhões), mas foi forçado a ´deslocá-lo´ para Eindhoven, pois o jogador não conseguiu o visto de trabalho na Inglaterra.

Claudio

Continue lendo “Exercício de Microeconomia”

Uncategorized

Memórias de Franco, Gustavo Franco

Eu gosto muito do que escreve o Gustavo Franco. Principalmente quando ele faz a releitura de sua própria trajetória acadêmica (ou de vida, as duas, em seu caso, confundem-se).

Aprenda mais sobre uma época em que a economia e a política se misturavam – nem sempre em benefício da ciência: a época do final do regime militar e dos primórdios da democracia atual.

Claudio

Continue lendo “Memórias de Franco, Gustavo Franco”

Uncategorized

Em breve o lobby do pessoal por recursos para pesquisas de câncer na próstata aumentará

Ao contrário do que se conhecia até hoje, a próstata não é exclusiva dos homens. As mulheres também têm a glândula, ligada à ejaculação feminina e ao ponto G. A revelação é intrigante, mas traz um alerta: além de sofrer com câncer de mama e de útero, as mulheres devem ficar atentas também ao risco de tumor na região.

E dizem que a Economia é que é uma ciência nova, que tem falhas, etc. Se os biólogos não tinham nem percebido a próstata lá,…bom, mas é isto, né? Ciência não garante 100% de acerto embora seja melhor do que “chutologia”.

Ah sim, o título deste “post” deve-se a isto aqui.

Claudio

Continue lendo “Em breve o lobby do pessoal por recursos para pesquisas de câncer na próstata aumentará”

Uncategorized

Artigo interessante

Se você gosta de Economia do Conflito, este novo artigo é interessante. Basicamente, ele amplia o modelo clássico – devido a Hirshleifer – com uma pequena, mas factualmente importante, modificação.

É estranho que, no Brasil, poucos teorizem sobre isto. Primeiro, há uma guerra civil não-declarada em algumas cidades, entre bandidos e policiais. Lembre-se: só resolvemos o problema da inflação quando, como Gustavo Franco sempre diz, assumimos que estávamos em uma hiperinflação.

Além disso, o Brasil é o maior país da América Latina mas parece andar a reboque de Cuba, Venezuela ou EUA, conforme a orientação política do governo. Estudos em Defesa no país, até onde sei, ignoram muito desta literatura ou seguem com aquela visão romântica da ciência que outri dia citei aqui, no caso da Economia, bem descrita por Joseph Love em seu “A Construção do Terceiro Mundo”.

Bom, falei muito para apresentar um artigo bem menos pretencioso. De qualquer forma, divirta-se.

Claudio

Continue lendo “Artigo interessante”

Uncategorized

Facts of Life

– Você já viu esta matéria com o professor de XXX.

– Não vi não. Ele não me ensinou, não me ensinou a interpretar, não me disse onde estava, não me falou que era para ler, não me falou sobre Áries, Netuno, Plutão e nem me disse que eu estaria aqui hoje. E eu não tinha obrigação de ler porque, como sabemos, a curiosidade matou o gato.

– É, mas ele demorou muito antes de morrer.

Moral da história: Não, não, filho. Não se pode ficar viciado em “tudo-o-que-o-professor-disse-é-tudo-que-leio-e-qualquer-outra-coisa-eu-não-vou-ler-porque-dá-preguiça”.

Você até pode. Mas quem se dá bem na vida, no longo prazo, não vive assim.

Claudio

Continue lendo “Facts of Life”

Uncategorized

Evidências empíricas

finalmente.JPG

Após séculos de distração, a turma da 25a hora (já está famosa na faculdade por este apelido), a mesma que tinha, digo, tem, um trabalho de econometria desde a Semana Santa com dados e instruções detalhadas na algibeira (que professor faz isto, meu Deus? Eu sou um santo!), finalmente decidiu colocar a mão no Massa, digo, na massa.

Sim, três dos 345.678,90 grupos já haviam me procurado para tirar algumas dúvidas há uns 15 dias (sejamos justos com eles). Havia até uma aluna que eu sempre encontrava durante a semana com um – moderníssimo – laptop na mesa do nosso “Gigabyte” (é preciso mesmo muitos gigas para guardar o som em volume elevado que se ouve no intervalo inter-aulas). Toda vez que ela dava sinal de vida, corria para ver o que estava fazendo. Na primeira vez, uma turma estava ao lado morrendo de rir com fotos. Na segunda, era o trabalho do professor Fulano. Na terceira, era o mesmo trabalho do professor Fulano. Ontem, finalmente, eu vi o meu trabalho lá.

O galo cantou três vezes antes do arrependimento, certo?

O interessante é que todos concordam que o trabalho é, de fato, um trabalho. Obviamente.

Claudio

Continue lendo “Evidências empíricas”

Uncategorized

Overlapping Generations

antonia.jpg

O André, um dos membros deste blog, diminuiu o PIB per capita de Pelotas hoje. Aumentou o tamanho da família, aumentou o desconto do imposto de renda, diminuiu a parcela do gasto da renda familiar com ele mesmo, aumentou seu bem-estar (em valor presente descontado) e tudo isto no mesmo dia.

O melhor é que a filha, a Antonia, não se parece com ele, o que é sinal de que poderá fazer sucesso com os meninos. 🙂

Andre, meu amigo que já me salvou a vida um dia (por assim dizer), meus parabéns!

Claudio
p.s. eu e o André estaremos em Brasília para o encontro da ALACDE. Espero encontrá-lo ainda na sexta à noite (quando chego) para uma dose de whiskey em homenagem ao novo pai. Ou uma dose de saquê. Ou uma cerveja. Enfim, algo que possa ser bebido decentemente…

Continue lendo “Overlapping Generations”