Uncategorized

G-T = 0

Coutinho é defensor da desoneração de investimentos, com redução da carga tributária no País.

Ou seja, ou o gasto vai cair ou alguém vai pagar por isto.

Em um debate no Rio de Janeiro, ouvi alguém dizer que tinham que “tributar o capital”. Deve estar bravinho (na verdade, o sujeito nem faz idéia de como funciona a estrutura tributária brasileira, mas tudo bem).

Claudio

Continue lendo “G-T = 0”

Uncategorized

Métodos Quantitativos

A utilização de conceitos, técnicas e instrumentos matemáticos e estatísticos é cotidiana na atuação dos órgãos de Controle Externo.
Tanto no exame de indicadores econômico-contábeis na apreciação das contas de gestão de uma entidade jurisdicionada, como na definição de
sobrepreços em licitações e contratos, são utilizadas probabilidades,
médias, medianas, desvios padrão entre outras ferramentas matemáticas
e estatísticas. Diversos manuais e publicações são dedicados a técnicas de amostragem para selecionar um conjunto de elementos, dentro de uma população maior, que irão merecer exame mais minucioso das equipes de auditoria.

Menos comum, todavia, é o emprego de métodos quantitativos mais sofisticados e robustos, como a regressão simples e múltipla, a correlação e as séries temporais. Embora nos Estados Unidos, o General Accounting Office já tenha produzido publicações dedicadas ao tema, no Brasil é escassa a bibliografia a respeito. O objetivo dessa tese é recomendar a utilização desses métodos, demonstrando sua utilidade para as atividades específicas do controle externo, bem como a relativa facilidade de sua aplicação a partir de programas computacionais.

Ao clicar no link, você não verá tese alguma, mas sim um periódico no qual um dos artigos é o se inicia com o trecho que cito acima. Uma evolução na área? Creio que sim.

Claudio

Continue lendo “Métodos Quantitativos”

Uncategorized

Hummm….

Meses depois de pregar que o atual governo é “o mais corrupto da história nacional”, o professor Roberto Mangabeira Unger pode virar ministro do presidente que, segundo ele já disse, ameaça a democracia com o “veneno do cinismo”. O Planalto confirmou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva receberá Mangabeira hoje.

A idéia do presidente que “corrompeu e esvaziou” as instituições, nas palavras do professor, é criar uma secretaria com status de ministério para discutir ações de longo prazo. Lula há tempos reclama que é preciso discutir o planejamento do País até 2022, quando o Brasil completará 200 anos de independência. A nova secretaria cuidaria de órgãos como o Núcleo de Assuntos Estratégicos, um departamento já ocupado por Luiz Gushiken.

Claudio

Continue lendo “Hummm….”