Uncategorized

A (falta) de educação dos adolescentes?

Pedro Sette tem uma tese sobre a educação e os adolescentes. Em resumo:

…quero dizer que acredito que a maior parte dos jovens que não estejam passando fome preferirão um ideal de excelência moral a possibilidades financeiras, e que isso é amplamente demonstrado pelo sucesso que idéias revolucionárias têm entre eles.

Não sei se compro a idéia de que o jovem bem de vida (o extremo oposto ao caso que ele analisa) não prefere um ideal de excelência moral às possibilidades financeiras. Talvez ele esteja certo na observação empírica (nunca, mas nunca mesmo, vi um jovem bem de vida adolescente usando, sei lá, uma camisa com uma estampa do Hayek, por exemplo), mas será que o mecanismo de compensação mental é este?

Se for assim, em média, ricos estão se lixando para valores morais, o que pode não ser verdade em qualquer lugar.

Bom, ele não tinha pretensão de fazer uma tese, mas só para ter o prazer de refletir com alguém que faz intervenções inteligentes na rede há quase dez anos.

Claudio

4 comentários em “A (falta) de educação dos adolescentes?

  1. O link estah para a materia da ANAC.

    (A proposito, soh leio o PSC quando vc manda. Sei lah, carola,papista e acredita de astrologia?!?!!? Esquisitao, o rapaz. )

  2. Caro, talvez eu tenha me expressado mal, mas parece que concordamos: o que eu quis dizer foi que o jovem sempre prefere a excelência moral, exceto quando a sobrevivência é uma necessidade premente.

  3. Leo, o Pedro é um cara com suas idiossincrasias (caramba, usei a palavra!), mas o fato de torcer para o Flamengo não torna sua opinião sobre juventude melhor ou pior.

    Pedro,

    tudo bom? Minha dúvida é se concordo com você. é meio que um wishful thinking meu. Não vejo jovens ricos sérios quanto ao ponto levantado. A evidência empírica tende a corroborar o que você diz. Mas eu sempre me lembro dos corajosos jovens do IEE e aí…

  4. Caro, se me permite um esclarecimento que não dei no post, estou falando da adesão nominal a ideais de excelência moral. O jovem com uma camiseta do Che Guevara acredita professar o amor à justiça enquanto ignora quem foi Guevara e não se furta a mesquinharias e usar dois pesos e duas medidas em sua vida pessoal.

    Quanto à astrologia, sempre tenho vontade de dizer a mesma coisa: não se deve falar do que não se conhece.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s