Uncategorized

Esnobar

Não gosto de me gabar, mas neste mundo de calúnias e difamações, não posso depender só dos elogios da mamãe ou da vovó, certo? Ao contrário de 103% dos meus alunos, não tenho posses para me manter com uma vida de classe média alta. Além disso, a Juliana Paes ainda não se convenceu do meu potencial como seu parceiro, o que limita minha vida à de um mortal comum, bem longe do Olimpo.

Diferentemente desta vida, eu me canso um bocado e, vou te dizer, nem sempre sou reconhecido. Já troquei umas palavras com a Sulamita (agora sem blog) sobre isto e ela sempre me alfineta com as mensagens amistosas e saudosas que recebe de seus ex-alunos.

É rapaz, moti é mole, mas não parte fácil na boca não (piada apenas para quem já comeu moti na comemoração do Ganjitsu ou seja, na passagem do ano).

Mas de moti em moti eu continuo a puxar papo. Tanto que fui convidado a trabalhar mais – de graça – colaborando com o Renato Drumond em um blog coletivo (não sei se ele desistiu da idéia, mas…) e também no Blogs Coligados.

Ah sim, Drumond é liberal (e eu também) e o pessoal dos Blogs Coligados é um misto de liberais com os conservadores (católicos?). Eu não sou conservador e, após anos de igreja católica brasileira, como bem me esclareceu o Pedro Sette, eu optei por me excomungar (que Deus tenha piedade de certos padrecos).

Então, veja, minha vida não mudou em riqueza financeira. Meu tempo de trabalho é fixo e eu não conseguirei jamais cumprir as expectativas dos dois que me convidaram. Só espero não decepcioná-los tanto. Colaborarei, sim, na medida do possível.

Agora, após anos de brasileiros mal-educados nos grupos de discussão, eu confesso: perdi o gosto por discutir com anônimos mal-educados. Então eu restrinjo minhas eventuais réplicas aos comentários (nem todos, eu sei) deste blog. Ou dos que me comentam lá no Instituto Millenium.

Eu sei o que você está pensando: “pô, o cara vai escrever mais e está esnobando”? Pois é. Mas é que eu fui convidado, cara. Com tanta gente querendo me ver morto ou fora deste país (eu também quero me ver fora deste país: envie-me o dinheiro, por favor), eu fui convidado para alguma coisa. E não é qualquer coisa. É algo muito bacana.

É isto.

Claudio

3 comentários em “Esnobar

  1. Shikida, pode responder por aqui mesmo.

    Tenho duas alterações para fazer no seu artigo.

    “Há algo de interessante ficar nos aeroportos por muito tempo.” posso alterar para “há algo de interessante em ficar”?

    “Uma “elite” bem abrangente, não? Todos sofrem com o atraso dos vôos que, desde o acidente do Gol, tornou-se subitamente frequente no Brasil.”

    posso alterar para “desde o acidente da empresa aérea Gol?”

    São alterações banais, mas só queria confirmar antes de fazê-las. Mo mais, seu artigo já foi publicadom em http://www.osprogressistas.blogspot.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s