Uncategorized

Dia da Secretária (30.09) importa?

motel.JPG

INPC, mesma brincadeira.

Claudio

Continue lendo “Dia da Secretária (30.09) importa?”

Anúncios
Uncategorized

Por que cerveja e chopp são inevitáveis? (Beer Economic Dynamics and Control)

cerveja.JPG

chopp.JPG

Olha aí os preços de cerveja e chopp fora de casa (ou seja, em botecos, bares e, para os ricos, restaurantes).

Como eu disse, minha análise “olhométrica” me diz que o negócio é tomar uma loira gelada o ano todo. Para explicações, veja o “post” anterior. O banco de dados é o SIDRA e a brincadeira começou com o IPCA e meu desejo de economizar em minhas, digamos, compras.

Claudio

Continue lendo “Por que cerveja e chopp são inevitáveis? (Beer Economic Dynamics and Control)”

Uncategorized

Gráficos importantes para suas decisões de consumo…e de sexo (Underwear Economic Papers)

cuecas.jpg

lingerie.JPG

Usando a base de dados SIDRA do IBGE, com dados até jun/06 (a metodologia mudou, logo…), obtivemos os gráficos acima (agradecimentos ao Marcio Salvato pela ajuda na hora do almoço) no qual temos os fatores sazonais de dois preços relativos (preço do bem em relação ao índice, grosso modo). O primeiro, referente às cuecas e, no segundo gráfico, às lingeries.

Percebe-se que a hora de refazer o estoque de cuecas é esta. Também fica claro que sua vida sexual pode ficar mais interessante em julho… 🙂

Claudio
p.s. depois eu mostro que chopp e cerveja em boteco são bons o ano todo…
p.s.2. Sim, o Dia dos Namorados e o Natal são datas importantes na sua vida sexual…

Continue lendo “Gráficos importantes para suas decisões de consumo…e de sexo (Underwear Economic Papers)”

Uncategorized

Neoliberal? Cadê?

Meu xará vai ao ponto. Reproduzo, mas sem os links do texto dele.

Esse é o nosso Ministério Público: em vez de procurar saber por que o governo federal fica emprestando grana para nuestros hermanos latinos, ele faz o que mais gosta: perseguir empresas privadas.

A SulAmerica quer cancelar os contratos antigos sob a alegação de que estão com preços defasados e se prontificou a honrar os compromissos até setembro do ano passado por meio de um programa de readequação. Ao final deste prazo, não renovaria os contratos e os segurados perderiam a cobertura, a não ser que os clientes optassem por um novo plano. O problema é que a diferença de preços pode chegar a 1.000%.

Viram como é lindo esse nosso neoliberalismo? Uma empresa privada é forçada fornecer um serviço mesmo que julgue estar tendo prejuízo!

O mais interessante é a postura do MP como se estivesse falando de alguma entidade pública:

O MP argumenta que a maioria dos contratos deste programa foi feita há mais de 20 anos, o que dificulta os clientes serem aceitos em outras seguradoras devido à idade.

Claudio

Continue lendo “Neoliberal? Cadê?”