Uncategorized

Em breve, chips mais caros….ou não?

Eis a notícia.

O háfnio era desconhecido de quase todo mundo até o final de janeiro, quando a Intel e a IBM anunciaram microprocessadores mais rápidos e mais eficientes que podem ser construídos com esse metal.

E é esse elemento estável, portador do número 72 na tabela periódica, que responde pelo avanço que permitirá o desenvolvimento da próxima geração de microprocessadores. As fabricantes de chips planejam no futuro empregá-lo em todo tido de aparelho, de servidores a celulares.

Quando o elemento raro se tornar tão difundido, no entanto, não haverá o perigo de uma escassez de oferta? A questão atrai risadas entre especialistas. Não porque seja ridícula, mas porque a quantidade minúscula do metal usada para produzir bilhões de transistores é muito difícil de ser imaginada.

O excesso de procura (demanda) levará a uma escassez da quantidade ofertada? Se sim, como ficam os preços das ações de certas empresas? E o preço dos computadores?

Ok, eu sei que é economia elementar, mas não resisti a reproduzir o trecho acima.

Claudio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s