Uncategorized

O dilema dos prisioneiros do Philipe

Um dos Philipes que conheço está com um dilema terrível (e eu nunca acho o “permalink” do blog dele). Fica a sugestão e um trecho:

Uma das coisas mais chatas do final do ano novo é recomendar “feliz natal e próspero ano novo” para todo mundo. Acho que no fim ninguém gosta de ficar papagaiando essas coisas por aí. E é quase sempre da boca da fora. “Que bom! A moça da loja, que não me conhece, deseja, do fundo do coração, que eu tenha um feliz natal!” Ah, é, gosta de mim? Então faça meu natal e meu ano novo serem felizes! Sem contar o custo de ficar mandando scrap para todo mundo, respondendo email, e, o pior de tudo, os cartões de natal. Esses requerem que você saia de casa, compre um cartão, escreva uma mensagem, vá até o correio e mande esse pedaço de papel com filigranas.

Mas, no fim, todo mundo faz isso! Até eu (menos mandar cartão!). Por quê?

Claudio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s