Uncategorized

Segurança privada, bens públicos (UPDATED)

Futebol, segurança, etc. Para pensar no assunto, dê uma olhada nisto (se for economista com algum treino nível graduação) para uma discussão interessante. Eis aqui um podcast meu e do Ari sobre o tema (demora um pouco para carregar, mas funciona).

Claudio

Continue lendo “Segurança privada, bens públicos (UPDATED)”

Anúncios
Uncategorized

The Problem of Social Cost – v.2.0

Quem conhece Ronald Coase sabe que um dos motivos que deixaram Paul Samuelson nervoso foi quando ele descobriu que Coase, através de estudos históricos, mostrou que os faróis (estes que sinalizam para navios), no Reino Unido (ou em partes do dito reino) eram bens ofertados privadamente.

Diz a lenda que Samuelson ficou bem irritado…

Pois bem, agora temos mais um exemplo vindo do arquipélago:


O controle do tráfego aéreo de vôos comerciais no Reino Unido, diferentemente do modelo estatal em vigor no Brasil, foi descentralizado e privatizado, de acordo com matéria publicada no jornal Folha de S. Paulo deste domingo. A maior parte da gestão fica por conta de PPPs (parcerias público-privadas).

Se alguém disse que isto “só funciona na Inglaterra”, então teremos de jogar no lixo estas tais de PPPs que o governo atual tanto curte (pelo menos no papel).

Interessante é pensar como o Reino Unido venceu os interesses contrários à mudança institucional citada. Quem souber de algo, é bem-vindo a nos contar.

Claudio

Continue lendo “The Problem of Social Cost – v.2.0”

Uncategorized

Natal melhor para Ousmane Ndiaye

Ano passado eu emprestei U$ 25.00 para um empreendimento em Senegal, este: Khadyjatou Ndiaye Ecovillage Carabane. Recebi de volta o dinheiro estes dias e, como bom liberal, resolvi, novamente, ajudar o pessoal que realmente está na pior. Há empreendimentos no Kiva, atualmente, na América Central, na Moldova, no Azerbaijão e, claro, na África. Desta vez vou ajudar um outro empreendimento no Senegal.

Para você, que também quer ajudar ou simplesmente conhecer o trabalho da moçada do Kiva, há, nos links laterais ao lado, lá no final, um script que, inclusive, pode te ajudar Ousmane Ndiaye, o cara que escolhi ajudar desta vez.

Aproveite o espírito natalino e doe. Neste meio (ainda) não tem político e nem politicagem. Faça uma visita lá na página do Kiva que há vários outros empresários potenciais que você pode ajudar.

Claudio

Continue lendo “Natal melhor para Ousmane Ndiaye”

Uncategorized

Em breve, online: sua privada e o bem-estar

“The social norm of leaving the toilet seat down: A game theoretic analysis”

Hammad Siddiqi
Lahore University of Management Sciences

Manuscript available from Hammad Siddiqi.

Text of Abstract : We model the toilet seat problem as a 2 player non-cooperative game. We find that the social norm of leaving the toilet seat down is inefficient. However, to the dismay of “mankind”, we also find that the social norm of leaving the seat down after use is a trembling-hand perfect equilibrium. Hence, sadly, this norm is not likely to go away.

Não se assuste com o título do artigo. O problema tratado diz respeito às normas sociais. O que me chateia é não ter pensado em escrever um artigo sobre as privadas antes.

O intrigante, para mim, é porque algumas pessoas colocam o rolo de papel higiênico virado no lado oposto ao que eu coloco. É sempre mais difícil… 🙂

Claudio

Continue lendo “Em breve, online: sua privada e o bem-estar”

Uncategorized

Medo

Este texto é interessante. Principalmente porque políticos são auto-interessados e realmente parecem usar o medo para adotar as políticas que desejam. Pense nos regimes autoritários que sempre vêem um capitalista embaixo da mesa.

Arthur Lupia and Jesse Menning (2005): When Can Politicians Scare Citizens Into Supporting Bad Policies? A Theory of Incentives with Fear-Based Content.

Analysts make competing claims about when and how politicians can use fear to gain support for suboptimal policies. Using a model, we clarify how common attributes of fear affect politicians’ abilities to achieve self-serving outcomes that are bad for voters. In it, a politician provides information about a threat. His statement need not be true. How citizens respond differs from most game-theoretic models – we proceed from more dynamic (and realistic) assumptions about how citizens think. Our conclusions counter popular claims about how easily politicians use fear to manipulate citizens, yield different policy advice than does recent scholarship on counterterrorism, and highlight issues (abstract, distant) and leaders (secretive) for which recent findings by political psychologists and public opinion scholars will – and will not – generalize.

Claudio

Continue lendo “Medo”

Uncategorized

Inveja….ah, a inveja….

Simone Valente (2006): Trade, Envy and Growth: International Status Seeking in a Two-Country World.

This paper analyzes international status seeking in a two-country model of endogenous growth: utility of agents in developing countries is affected by consumption gaps with the average consumer in advanced economies. By distorting terms of trade, status seeking: (i) may compensate for structural gaps in physical productivity, inducing convergence; (ii) may revert the link between trade and growth; and (iii) induces divergence when interacting with technological catching-up. In particular, envy in conjunction with catching-up predicts switchovers of growth leadership: when the advanced economy is both status- and technology-leader in the short run, convergence in interest rates – e.g. due to R&D spillovers – implies that the initially lagging economy becomes growth-leader in the long run, due to permanent price distortions induced by envy.

Claudio

Continue lendo “Inveja….ah, a inveja….”