Uncategorized

Equilíbrio, imparcialidade, neutralidade…heim??

Tem gente que acha que o mundo funciona na base do “sim“, “não” e “em termos” (a caixa de comentários deste povo é uma boa amostra da tal tolerância”…).

Aí você pergunta: quem define o que é “em termos”? Heim?? Ficou feio, né?

É, aparentemente, fácil cobrar coerência e imparcialidade dos blogs alheios. Difícil mesmo é perceber que coerência e imparcialidade não são: i. sinônimos, ii. outro nome para “boa conduta” ou iii. critérios melhores do que outros para, digamos, classificar um blog como “ótimo”, “bom” ou “ruim”.

Basta lembrar que Bin Laden é coerente e um juiz de futebol pode ser imparcial.

Antes de fazer comentários sobre meu telhado de vidro, veja o da sua casa. E vice-versa.

Claudio

Continue lendo “Equilíbrio, imparcialidade, neutralidade…heim??”

Anúncios
Uncategorized

O terrorismo e o economista: um caso de amor e ódio

Walter Enders – basta um clique no google para achar sua página, ao contrário do que os alunos sempre dizem – e o terrorismo.

Os artigos são bons exemplos de como a economia do conflito é uma área em expansão. Não são só os modelos de disputa (“contest”) ou os jogos de Todd Sandler, mas também a parte empírica.

Da série “Pensar não ofende”: Só não há dados para quem tem preguiça de procurá-los.

Claudio

Continue lendo “O terrorismo e o economista: um caso de amor e ódio”

Uncategorized

Doação de sangue, órgãos, etc

Eis um post interessante

For example, consider organ donation: over 99% of Austrians and only 12% of Gernans consent to donate their organs after death. Are Austrians so much nicer than Germans? Maybe so, but a clue is that Austria has a “presumed consent” rule (the default is to donate) and Germany has an “explicit consent” rule (the default is to not donate). Johnson and Goldstein find huge effects of the default in organ donations, and others have found such default effects elsewhere.

A discussão é sobre caridade, mas o exemplo é interessante. Ao que parece, alemães e austríacos, como todos nós, respondem a incentivos.

Claudio

Continue lendo “Doação de sangue, órgãos, etc”