Uncategorized

A Economia dos Imóveis em Mooca

Há um exemplo clássico para se ilustrar o problema de externalidade, posto por David Friedman: “o problema da poluição em Los Angeles pode ser resolvido de duas formas. Ou todos se mudam da cidade e só as indústrias ficam lá, ou o contrário”. O ponto é que a externalidade existe por causa de ambos: moradores e poluidores.

Como resolver o problema? Aqui começa a lição de economia sobre externalidades e tal. Ok, o leitor (a leitora, etc) que viu o link acima já sabe como é que isto funciona.

Agora, suponha um exercício ligeiramente distinto: as indústrias resolvem deixar a cidade. O que acontece?

Simplificadamente, surgem novos terrenos para a construção, o que aumenta a oferta de terrenos e, portanto, gera uma pressão para baixo no preço dos terrenos. Isto atrai construtoras que podem ofertar novos prédios, agora residenciais.

Se há um “boom” de construção de imóveis residenciais, deve haver um aumento potencial da demanda por padarias e farmácias no longo prazo. Sabendo disto, outros empreendedores aumentarão a oferta destes serviços na região o que, inclusive, pode ter efeito sobre os preços dos mesmos, já que aumenta a concorrência. Claro que se o preço do pão (ou do remédio) é fixado pelo governo, meu argumento perde um pouco de sua força, embora continue correto (e explique até mesmo ilegalidades).

É isto aí. Leia a notícia toda para se divertir com economia.

Claudio

Anúncios

2 comentários em “A Economia dos Imóveis em Mooca

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s