Uncategorized

Meus pêsames para o pessoal sério dos “Direitos Humanos”

É tão interessante que vale a reprodução na íntegra.

ESCÂNDALO — E este vídeo? “Eles” não querem mostrar? A política de mãos dadas com o crime organizado

A Grande Vitória, no Espírito Santo, também teve uma onda de atentados a ônibus. Dezenove foram incendiados. O que vocês podem ver e ouvir no link abaixo é algo muito grave. Uma senhora chamada Isabel Borges, representante do Conselho Estadual de Direitos Humanos e ex-membro da Pastoral Carcerária — onde permaneceu durante 20 anos —, dá instruções sobre o bilhete que deve ser deixado pelos bandidos nos ônibus incendiados. A ordem para a ação partiu do presídio de Viana. E é com um dos chefes do crime que ela fala ao telefone. A gravação foi autorizada pela Justiça. Ela recomenda que o bilhete dnuncie os “maus tratos” de que os presos estariam sendo vítimas e sugere o seguinte desfecho para o texto: “Estamos esperando uma resposta com solução que possa ajudar os irmãos que estão sofrendo”. Ela também diz como os presos devem comparecer a audiências com os juízes: “sujos, com os uniformes sujos”. Isabel Borges pertence à base política de apoio da deputada federal do PT do Espírito Santo Iriny Lopes. O vídeo é uma reportagem da TV Gazeta do Espírito Santo, uma afiliada da Rede Globo. Mesmo diante da gravação, ela, claro, nega tudo. CLIQUE AQUI PARA VER E OUVIR O DESCALABRO

Pode-se não gostar do Reinaldo Azevedo, mas ele pouco fez além de dar sua opinião à reportagem. Eu acabei de ver e ouvir tudo. É bem triste. Mostra que a crítica que se faz ao “povo dos direitos humanos” não é nada infundada e nem reflexo de alguma mente conservadora. E é uma pena para quem leva isto a sério.

Claudio

2 comentários em “Meus pêsames para o pessoal sério dos “Direitos Humanos”

  1. A bem da imparcialidade, quem afirma haver correlação entre a gravação e os ataques aos ônibus é a reportagem.

    Em nenhum momento a gravação, por si só, dá esta conotação. A orientação dada ao preso pode se referir a um outro assunto qualquer.

    O telespectador faz o link entre a gravação e os ataques induzido pelo texto da matéria.

    Até que se mostre o teor completo da fita, trata-se mais de uma matéria tendenciosa do que a representação dos fatos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s