Uncategorized

O imperialismo brasileiro….inesperado

MST quer influir na política interna de outros países? Sim.

Trecho:

No encerramento do Fórum Alternativo, em Viena, Stédile ofereceu as tropas do MST para expulsar os “latifundiários brasileiros” da Bolívia. Stédile tocou ainda no ponto nevrálgico das relações Brasil-Bolívia ao declarar que “o povo brasileiro apóia a estatização do setor do gás na Bolívia”, para delírio da platéia que lotava um complexo esportivo da capital austríaca.

“Estamos ansiosos, agora, com a reforma agrária e esperamos que ela comece pelas terras dos latifundiários brasileiros”, afirmou Stédile. “O dia que você precise expulsá-los, não precisa chamar o Exército. É só chamar o MST”, completou, dirigindo-se a Morales.

Não sou diplomata, mas creio que uma declaração destas é, no mínimo, uma pedrinha no sapato de qualquer presidente sério.

Em termos positivos, a agenda de pesquisa se amplia: como um movimento social que se mantém na ilegalidade propositalmente pode ter recursos, poder para esfriar uma CPI, propor ajuda logística para revoltas no estrangeiro, estabelecer uma política educacional própria (que universidades privadas, por exemplo, são impedidas de ter, dada a legislação atual) e avançar sua agenda política?

Claudio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s