Uncategorized

Pilosidade

Não, não vou falar de pilosidade pubiana (ver post abaixo). Agora é a facial mesmo. Nas minhas longas viagens semanais de ônibus, por vezes eu encontrava com o Prof. Adhemar, da História. Num desses papos, ele me contou que viu um foto de Getúlio Vargas usando bigodes. A conversa evoluiu para o assunto da evolução histórica da pilosidade. Os quadros e fotos dos políticos brasileiros no século XIX mostram que eles tinham algum tipo de barda ou bigode. Todo sujeito de respeito usava barba.
A partir do final dos anos 20, a pilosidade despencou. Olhem as fotos dos presidentes brazucas. Qual a razão disso? Aí vão os suspeitos:
– Inovação tecnológica: foi nesse período que as lâminas de barbear descartáveis se disseminaram. A I Guerra pode ter levado a moda dos EUA para a Europa e, em seguida, para o Brasil.
– Aumento de renda e/ou preço do trabalho. O desenvolvimento econômico torna relativamente caro ir à barbearia, quer porque o tempo do cliente ficou mais precioso, quer por doença de custos.
De qualquer forma, é interessante pensar na reação ao primeiro sujeito que chegou ao senado sem barba. Lamentavelmente, a viagem chegou ao fim antes que pudéssemos preparar o projeto de pesquisa para o CNPq. 🙂
Sugestões adicionais?

Leo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s